Foto: assessoria

Em enquete promovida pela Agência Senado e pelo Data Senado na segunda quinzena de agosto, 99,4% dos votos, num universo de 426.618, foram favoráveis ao projeto de lei do Senado (PLS 204/11) que inclui a corrupção na Lei dos Crimes Hediondos.

Para o senador Pedro Taques (PDT-MT), autor do projeto, a iniciativa se justifica em razão da gravidade dos crimes contra direitos difusos e coletivos, como é o caso da corrupção. Na justificação do projeto, ele lembra que o desvio de recursos públicos leva à falta de verbas para hospitais, escolas, sinalização, etc., o que pode ocasionar mortes de pessoas.

Na quarta-feira (31), Taques comemorou o resultado da enquete durante discurso em Plenário. No momento em que fazia seu pronunciamento, haviam sido registrados mais de 260 mil votos de apoio ao projeto. Em poucas horas, o número alcançou 426 mil.

Leia também:  Médico é afastado depois ter amputado por engano as duas pernas de paciente

“Não há nada mais sujo que a corrupção. O apoio da população é fundamental para que o PLS 204/2011 seja aprovado”, avalia Taques.

A proposta foi encaminhada à Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado e aguarda designação de relator.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.