Comércio foi o segmento que mais demitiu em agosto - Foto: Varlei Cordova / Agora MT

O mercado de trabalho em Rondonópolis terminou agosto com o saldo negativo de 133, sendo 2.399 contratações e 2.532 demissões. Os dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostram que houve queda no emprego formal no mês passado se comparados com o mesmo período de 2010 quando o saldo chegou a 87 no município.

O setor do comércio foi responsável pelo maior número de demissões somando 89. Em seguida, ficou o ramo de serviços que deu baixa na carteira de 63 funcionários. Até mesmo a construção civil que vem liderando o ranking de contratações terminou agosto com o saldo negativo de nove.

Para o presidente da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Rondonópolis (Acir), Edson Robson Alves Ferreira, as demissões no comércio é o reflexo da entre safra. “Essa é uma época em que há o desligamento de funcionários também na agricultura o que acaba refletindo no comércio”, explica.

Leia também:  Operação Panóptico deve cumprir seis mandados de busca e apreensão em Rondonópolis

Segundo o presidente a partir de outubro a situação começa a se reverter com a chegada do Dia das Crianças e das compras de fim de ano. “Apesar das demissões, o comércio local está aquecido e a expectativa para fim do ano é boa. Logo começa o período de contratações temporárias para atender a demanda da época”, diz.

No ano, o emprego formal acumula a geração de 1.764 postos de trabalho, 27% acima do registrado no mesmo mês do ano passado (1.388). Em todo o estado foram criados 2.905 empregos com carteira assinada em agosto.

 

.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.