A Comissão de Indústria, Comércio e Turismo da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, presidida pelo deputado estadual, Ondanir Bortolini –Nininho realizou a sua terceira sessão ordinária, na qual os deputados presentes destacaram a necessidade de estruturação dos pontos turísticos do Estado, de modo que possam oferecer boa estadia e alimentação para os visitantes que vem de outras cidades, estados ou países. Um dos projetos aprovados no Legislativo Estadual e agora segue para a sanção ou não do Executivo, foi a criação do Programa de Desenvolvimento Turístico.

Nininho é deputado com atuação maior no Sul do Estado e aproveitou para enfatizar a importância desse projeto. Ele lembrou que Rondonópolis possui o Sítio Arqueológico João Basso que pode ser visitado, desde que respeitadas as normas de preservação, assim como as cachoeiras de Jaciara, as águas quentes de Juscimeira e o Pantanal Matogrossense.

Leia também:  MPE promoverá painel sobre Conversão Agroecológica e Produção Sustentável de Grãos na APA das Nascentes do Rio Paraguai

“Essa comissão envolve três segmentos muito importantes para geração de emprego e renda e capaz de trazer muitas divisas para o Estado. Com a proximidade da Copa do Mundo temos que voltar as atenções para a estruturação dos nossos pontos turísticos. Sem estrutura e sem divulgação das nossas belezas naturais fica difícil atrair o turista e disputar com estados que exploram muito bem suas riquezas, como o Rio de Janeiro”, enfatizou o parlamentar.

Os deputados Airton Português e Dilmar Dal Bosco foram relatores dos projetos durante sessão da Comissão e deram parecer favorável para que todos fossem aprovados. Airton Português foi o autor do projeto que visa a criação do Programa de Desenvolvimento Turístico. Dal Bosco frisou que agora é o momento de investir nesse setor, para que as agências de viagens possam oferecer diversos pacotes aos turistas.

Leia também:  Mato Grosso participa pela 1ª vez de evento turístico

O presidente da Comissão, Nininho disse estar preocupado com a organização do segmento até a Copa do Mundo. “A Comissão engloba o turismo e estaremos trabalhando junto ao Estado para contribuir com a elaboração de projetos de fomento para esse setor. Nobres é uma região de uma beleza natural ímpar e ainda não está estruturada para bem atender os visitantes. Queremos mudar isso em todo o Estado, de Norte a Sul”, adiantou o deputado.

Além do projeto que criou o Programa de Desenvolvimento Turístico, foi aprovada a criação da Frente Parlamentar de Apoio ao Comércio; criação de Pólos Tecnológicos da Pequena e Média Indústria; Política Estadual de Incentivo às Microdestilarias de Álcool e Derivados da Cana; Manutenção e Reposição de Máquinas de Impressão de Cupom Fiscal, entre outros.

Leia também:  Zona Rural é atendida com projeto de dança
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.