Foto: assessoria

Na tarde desta terça-feira, 25, durante a reunião que define os projetos a serem votados na sessão ordinária de amanhã, na Câmara Municipal, os vereadores receberam a visita de agentes de controle de epidemias, lotados no Centro de Controle de Zoonoses, que pediram a ajuda dos parlamentares na tentativa de oficializar a criação de 13 cargos de supervisor dos agentes. Segundo uma das servidoras que estava presente na reunião, Eliane Gaffo, sem a oficialização dos cargos, os supervisores não têm direito as bonificações salariais que fazem jus ao trabalho que vem realizando no município.

Conforme Eliane, cada supervisor é responsável pelo trabalho de oito a dez agentes, o que significa estar responsável por cerca de oito a dez mil casas no município, que são beneficiadas com o controle de epidemias. Contudo, gerenciar esse trabalho exige ainda mais do servidor e, segundo os agentes presentes na reunião na Casa de Leis, por lei, eles teriam direito a essas bonificações salariais. “O problema é que necessitava de pessoas na função de supervisor, foram escolhidos servidores para ocupar essa função, porém, o cargo não foi criado oficialmente, o que faz com que eles não recebem o salário devido”, explicou Eliane.

Leia também:  Câmara Municipal discute PPA com a população nesta quinta (22)

Responsável por liderar a reunião, o 2º vice-presidente do Legislativo Municipal, vereador Cido Silva, explicou que para oficializar esses cargos e fazer o reajuste dos salários, seria necessário a criação de um projeto de Lei. Contudo, o parlamentar esclareceu que esse projeto não poderia ser elaborado pelos vereadores já que se trata de algo que vai gerar custos para os cofres públicos e que, em razão disso, o projeto deve vir do Executivo Municipal. Entretanto, Cido Silva afirmou que ele e os demais vereadores iriam interceder junto ao prefeito para que a matéria fosse enviada para a Câmara.

Aproveitando a presença na reunião do secretário municipal de Governo, Gerson Araújo, Cido Silva pediu que o mesmo entrasse em contato imediatamente com o prefeito para marcar uma reunião entre os agentes e o prefeito José Carlos do Pátio. O encontro ficou marcado para o dia 3 de novembro.

Leia também:  Após dias internado, jornalista Paulo Melo morre

“Nós sabíamos que a Câmara não poderia fazer esse projeto, mas também tínhamos certeza que os vereadores seriam solidários a nossa causa, por isso viemos aqui hoje e já saímos daqui com um bom resultado: uma reunião marcada com o prefeito. Por isso só temos agradecer a todos os vereadores”, comemorou Eliane.

Além da oficialização do cargo, os agentes solicitaram aos vereadores ajuda para a aquisição de mais quatro motos para atender os supervisores. Atualmente nove motos estão a disposição dos servidores, o que, segundo Eliane, não é suficiente para atender a demanda de trabalho, que aumenta ainda mais durante o período chuvoso.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.