Wellington Nem sai para comemorar o terceiro gol do Figueira contra o Grêmio, nesta quarta (Foto: Futura Press)

O pentacampeão mundial Gilberto Silva, respeitadíssimo no mundo da bola, foi vítima do futebol moleque de Wellington Nem, grande destaque da vitória por 3 a 1 do Figueirense sobre o Grêmio, nesta quarta-feira, no Olímpico. A mesma desenvoltura apresentada para driblar no terceiro gol alvinegro foi utilizada ao responder se sonhava com uma jogada tão linda diante do experiente volante.

– Imaginava sim. Falei para os meus companheiros: ‘Me dá a bola no chão que eu vou fazer gol’. Estávamos jogando muito pelo alto. Quando recebi, pensei: ‘Agora é a hora’. Parti para cima e fiz o gol. O cara tem o currículo dele, que é maravilhoso, mas não me intimida, não – avisou, por telefone.

Leia também:  Cuiabá Arsenal perde para o Rondonópolis Hawks

Atletas ou camisas de peso, aliás, não têm assustado o jovem de 19 anos. Dos sete gols marcados no Brasileiro, seis foram contra grandes (Grêmio, Santos, Cruzeiro, Vasco, Corinthians e Inter). O outro foi feito contra o Atlético-GO.

– Contra times menores é mais difícil, pois eles vêm fechados. Jogar contra grandes é melhor, eles dão mais espaço, é lá e cá – avaliou.
saiba mais

Feliz no Figueirense, o garoto tem seu retorno para o Fluminense, dono de seus direitos econômicos, dado como certo. Ele admite que este Brasileiro tem lhe dado rodagem necessária para participar de grandes duelos com a camisa tricolor. O gerente de futebol do Flu, Marcelo Teixeira, já avisou que o técnico Abel Braga está encantado com Wellington Nem.

Leia também:  Richard Gama disputará nacional de tênis em Florianópolis

– Está sendo maravilhoso, fico mais experiente para os clássicos. Serei eternamente grato ao Figueirense. Fico muito feliz de meu trabalho estar sendo valorizado pelo Fluminense. É bom escutar que o Abel tem me elogiado. Vendo pela TV, me parece um cara gente boa. É campeão do mundo e um dos melhores técnicos do Brasil – elogiou.
Foi o gol mais bonito como profissional. Na base, fiz alguns parecidos, sempre gostei de pegar a bola no meio e sair driblando”

Com os já consagrados Neymar e Lucas fora da disputa pelo prêmio de revelação do Brasileiro, Nem lança sua candidatura.

– Estou esperando e trabalhando para isso. Tomara que eu ganhe (risos). Estou trabalhando para ir bem. Sem o Lucas e o Neymar abrem mais mais oportunidades para mim – concluiu.

Leia também:  União faz amistoso com equipe de Mato Grosso do Sul
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.