Foto: jornalmonstescalro.com

Foram quatro assaltos registrados nas últimas 24 horas em Rondonópolis, além dos furtos que também ocorreram neste período. O primeiro caso aconteceu por volta das 19h40 contra o Mercado Preço Certo, na Avenida Jacuí, no bairro Jardim Iguaçu.

De acordo com informações da vítima, Maria Madalena Coelho Guimarães, ela estava no interior do estabelecimento quando dois homens invadiram o mercado; um deles estava armado. A vítima foi rendida e os ladrões levaram da loja cerca de 1,5 Reais.

Na Vila Salmem, por volta das 20h25, o alvo foi um posto de combustíveis localizado na Avenida Presidente Médice. Segundo o operador de caixa, Edvaldo Vilalba de Moraes Filho e o frentista, José Ribeiro dos Santos, dois homens chegaram em uma moto 150 cilindradas de cor vinho com emplacamento NPG 1478 e armados roubaram de Edvaldo a quantia de 100 Reais e do frentista, 180 Reais.

Leia também:  Ingressos para a 3ª Edição do Cerrado Fuzz Festival estão à venda

Já eram 22h45 quando no Jardim Tropical, na Avenida Venâncio Ferreira de Farias, a doméstica Maria Ferreira de Carvalho, de 40 anos, foi abordada por dois homens, um deles armado. Maria estava conduzindo uma moto Honda Biz 125 cc ES de cor preta com placa NJQ 3351. Ela diz que ficou apavorada, pois um dos assaltantes estava armado com um revólver, e ela tentou fugir. Porém, foi rendida e os ladrões levaram dela além da moto, uma bolsa com todos os documentos pessoais e o documento do veículo.

Uma residência também foi vítima de assaltantes nesta noite; a casa que fica nas proximidades do Pronto Atendimento Médico (PA), no Jardim Santa Marta, foi invadida por três homens armados. A vítima, Paulo Guilherme Forte de Almeida estava acompanhado de amigos e foram todos rendidos e ameaçados pelos assaltantes.

Leia também:  Prefeitura e ACIR abrem diálogo sobre o desenvolvimento da cidade

Os ladrões, segundo as vítimas, chegaram em duas motocicletas, uma Titan vermelha e outra de cor escura, e com capacetes invadiram a residência. Foram levados da casa, um aparelho de Tv 42”, um celular, a chave de uma caminhonete e o controle do portão.

Em nenhum dos casos houve prisão, os Boletins de Ocorrência registrados pela Polícia Militar devem ser encaminhados à Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF), que atualmente responde também pelos casos de crimes contra o patrimônio registrados na região da Vila Operária, que antes eram investigados pela delegacia daquela área. Segundo informações, a (DERF) recebe cerca de 200 BOs por semana, relacionados a roubos e furtos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.