Manifestantes do assentamento Vitória. Foto: Varlei Cordova / Agora MT

Na manhã desta sexta-feira (28/10) as 160 famílias do assentamento Vitória bloquearam a MT-130, próximo ao centro de controle de zoonoses, como forma de evitar que sejam despejados do local. O manifesto deve seguir até o poder público negociar com os assentados.

Leandro Oliveira, representando dos assentados, explicou que o prazo para desocupação  do local termina hoje e que aguardam a presença do prefeito José Carlos Junqueira de Araújo (PMDB) ou um representante do poder público, para que cheguem a um acordo quanto a desapropriação da terra e a situação seja revertida.

Oliveira argumentou que as famílias não tem outro lugar para morar e tentou por várias vezes tentou falar com o prefeito, mas não obteve êxito. A manifestação segue pacifica, mas os assentados prometem liberar a MT-130 somente após alguma resposta para a reintegração de posse.

Leia também:  Samu e militares vão fazer simulação realística de uma explosão no Shopping

O assentado afirmou que as famílias estão no local a cerca de quatro meses e neste período Marlene Ferreira Oliveira, organizadora da invasão e ex-representante das famílias, recebia valores dos assentados com a justificativa de pagar custas judiciais para o andamento do processo para liberação da área e agora as famílias foram pegas de surpresa com o fim do prazo para desocuparem o local. A ex-representante no mora mais com os assentados

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.