O segundo colocado Ricardo Maurício (E); Andreas Mattheis, chefe da equipe RBR; o vencedor Cacá Bueno e o terceiro colocado Max Wilson comemoram no alto do pódio, em Londrina (Foto: Carsten Horst)

Numa disputa emocionante até os últimos metros, Cacá Bueno, da equipe RBR Mattheis, segurou Ricardo Maurício e venceu a 10ª etapa da Stock Car, em Londrina. Max Wilson, companheiro de Ricardinho na equipe RC, completou o pódio em terceiro. Com a vitória, o tricampeão da Stock Car assumiu a liderança da temporada, com 255 pontos, sete a mais que Max, e se credenciou definitivamente para brigar pelo tetra.

– A corrida para mim começou com a pole de sábado. Quase fiquei fora da segunda parte do treino classificatório, mudamos o carro todo e conseguimos o primeiro lugar do grid. Hoje, foi uma batalha das melhores com o Ricardinho, venci, assumi a liderança, mas esses sete pontos de vantagem não são definitivos. Tenho dois monstros (Max e Ricardinho) na minha cola. Acho que o título será definido por nós três – declarou Cacá.

Depois de muito calor e sol a pino durante os treinos, o domingo amanheceu nublado em Londrina. Com a temperatura mais amena, o problemático asfalto recém-colocado no Autódromo Ayrton Senna resistiu. A preocupação de que o asfalto ruim causasse muitas interrupções na prova não se confirmou. Melhor para os pilotos, que proporcionaram um grande espetáculo.

Numa largada limpa, quem se deu pior entre os ponteiros foi Valdeno Brito, que foi para a grama e caiu de quinto para 11º. Duda Pamplona pulou de quarto para terceiro ao ultrapassar Ricardo Maurício, que logo deu o troco e reassumiu a posição. Na frente, os irmãos Bueno mantiveram a ordem de largada, com Cacá em primeiro e Popó em segundo.

Leia também:  União e Cuiabá ficam no empate Luthero

Na quinta volta, Ricardinho passou Popó e assumiu o segundo lugar. O líder Cacá Bueno inaugurou as paradas de box para reabastecimento na sexta volta junto com Popó. Ricardinho fez um pitstop mais rápido logo depois e voltou na frente dos irmãos Bueno.

Ricardinho, em primeiro, e Cacá, logo atrás, se distanciaram do segundo pelotão formado por Popó, Max Wilson, Duda Pamplona e Ricardo Zonta. Começava aí a disputa particular entre os dois pela vitória.

Na 16ª volta, numa briga por posições intermediárias, Alceu Feldmann tentou ultrapassar Felipe Maluhy. Até conseguiu, mas os dois se tocaram e o piloto do carro número 100 da equipe A. Mattheis levou a pior, batendo contra a proteção de pneus. A direção de prova puniu o carro 33 de Maluhy, que foi obrigado a pagar um drivethrough (passagem pelos boxes). Na 20ª volta, Thiago Camilo, até então quarto no campeonato, que já vinha reclamando pelo rádio de problemas no motor, abandonou.

Leia também:  Após derrota, Luve tem desafio contra o Oeste

A disputa pela liderança esquentou de vez na 21ª volta. Embutido no vácuo de Ricardinho, Cacá reassumiu a ponta, mas o piloto do carro 90 deu o troco poucos metros depois. Na 23ª volta, a história se repetiu: o tricampeão da Stock Car ultrapassou, mas Ricardinho recuperou a posição em seguida.

Três pilotos se envolvem em forte acidente

As atenções de todos estavam voltadas para a briga emocionante pela ponta. Na 25ª volta, Cacá voltou ao primeiro lugar. Mas a disputa também era intensa no segundo pelotão. Na 27ª volta, o pior acidente da prova: Valdeno Brito bateu em Átila Abreu, que atravessou na pista. Duda Pamplona não conseguiu desviar e colidiu contra o carro 51. Átila voltou para o traçado de forma perigosa e quase provocou outro acidente. Os três abandonaram a corrida. Uma decisão da direção de prova excluiu Valdeno e Átila, resultado que não poderá ser descartado pelo sorocabano na SuperFinal.

Na volta seguinte, Rodrigo Navarro bateu forte na proteção de pneus e o safety car entrou na pista pela primeira e única vez em toda a prova, agrupando novamente os carros. Na relargada, na 29ª volta, Cacá e Ricardinho desgarraram novamente do segundo pelotão. Na 36ª e última volta, Ricardinho tentou o bote final, mas Cacá, mesmo com problemas no motor, se defendeu muito bem, recebeu a bandeirada em primeiro e assumiu a liderança do campeonato pela primeira vez na temporada.

Leia também:  1º Campeonato de Futebol Amador é suspenso temporariamente

Resultado da 10ª etapa da Stock Car 2011
1. Cacá Bueno, RBR Mattheis
2. Ricardo Maurício, RC Competições
3. Max Wilson, RC Competições
4. Popó Bueno, A. Mattheis
5. Ricardo Zonta, RZ Motorsport
6. Allam Khodair, Vogel Motorsport
7. Luciano Burti, Boettger Competições
8. Daniel Serra, RBR Mattheis
9. Marcos Gomes, Full Time
10. Nonô Figueiredo, FTS
11. David Muffato, Boettger Competições
12. Tuka Rocha, Vogel Motorsport
13. Giuliano Losacco, Hot Car
14. Rodrigo Sperafico, JF Racing
15. Julio Campos, RZ Motorsport
16. Alceu Feldmann, A. Mattheis
17. Eduardo Leite, Hot Car
18. Matheus Stumpf, Scuderia 111
19. Ricardo Sperafico, Scuderia 111
20. Denis Navarro, Bassani Racing
21. Lico Kaesemodel, RCM

Abandonaram
Felipe Maluhy, ProGP
Xandinho Negrão, Full Time
Duda Pamplona, ProGP
Rodrigo Navarro, JF Racing
Thiago Camilo, RCM
Serafin Jr., AMG Motorsport

Excluídos
Valdeno Brito, FTS
Átila Abreu, AMG Motorsport

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.