Os dados de uma pesquisa realizada pela Organização das Nações Unidas (ONU) divulgada esta semana mostram que os índices de homicídios em Cuiabá, capital que ainda não tem um milhão de habitantes, são quase iguais à maior cidade do país, São Paulo, que tem mais de 15 milhões de habitantes.

Em Cuiabá, são 37 homicídios para cada 100 mil habitantes. Só três a menos do que São Paulo. Para a pesquisadora do Núcleo Interinstitucional de estudos da Violência e Cidadania da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Vera Bertolini, o tráfico e o consumo de drogas ainda são os principais motivos da violência, mas existem outros. “A questão preocupante é a prática cultural da impunidade. Há uma baixa capacidade de resolutividade dos crimes de uma forma geral no estado”, analisa.

Leia também:  Motociclista acusado de matar travesti Tabata Brandão é preso em Rondonópolis

O estudo global de homicídios 2011, feito pela ONU revela que a taxa média de homicídios no Brasil é de 22,7 para cada cem mil habitantes. O país está bem acima da média considerada aceitável pela organização que é de 10 homicídios.

A taxa de homicídios no Brasil é a terceira maior da América do Sul e fica atrás apenas de países como Venezuela e Colômbia, este último dominado pelo narcotráfico. O país ainda é mais violento que a Bolívia e o Paraguai.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.