O tráfico de crianças e adolescentes que acaba favorecendo a exploração sexual de menores poderá ser combatido através de um Projeto de Lei, proposto pelo deputado estadual, Ondanir Bortolini –Nininho (PR-MT). O Projeto prevê que todas as revendas de botijões de gás fixem no lacre panfletos impermeabilizados com as fotos e informações de crianças e adolescentes que sumiram de seus lares. A proposição está em tramitação na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

De acordo com o autor da proposta, deputado Nininho, no panfleto haverá ainda o número do disque denúncia e a informação de que será mantido o sigilo da fonte. “Várias crianças desaparecem todos os anos e, com esse projeto, queremos que nosso Estado tenha mais um instrumento para auxiliar as famílias a encontrarem seus filhos”, destacou o parlamentar.

Leia também:  Em Mato Grosso, municípios já podem aderir ao Programa Saúde na Escola

Conforme trecho da proposta “os lacres dos botijões de gás de todas as concessionárias distribuidoras deverão anexar as fotos de crianças desaparecidas preferencialmente de Mato Grosso, além de outras unidades da Federação”, especifica o projeto.

As informações e imagens deverão ser fornecidas pelas autoridades policiais competentes, conselhos tutelares ou familiares interessados, com a identificação de cada criança, telefone(s), e-mail(s) para contato e endereço.

“Acredito que é uma medida válida para coibir ainda o tráfico de pessoas, pois esse instrumento auxiliará a identificar as crianças desaparecidas, que muitas vezes acabam sendo vítimas de exploração sexual”, enfatizou o deputado.

Os panfletos dos botijões, caso aprovado o Projeto, deverão conter ainda de uma a três fotos com os dados, diversificando-as nos respectivos lotes de entrega para venda e revenda.

Leia também:  Frigoríficos de Mato Grosso poderão comercializar para todo o país
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.