Foto: Assessoria

A Câmara Municipal de Rondonópolis promoveu na quinta-feira a primeira, de uma série de três audiências públicas, para tratar da Lei Orçamentária Anual de 2012. Na audiência, realizada na sede da Unisal e conduzida pelo vereador Adonias Fernandes, presidente da Comissão de Finanças e Orçamento da Casa de Leis, o público presente pôde opinar sobre como o orçamento de R$ 455,13 milhões, definido pelo Executivo Municipal, poderá ser aplicado no próximo ano.

Cerca de 15 presidentes de bairros que fazem parte da região Salmen, estiveram presentes, acompanhados de outros moradores, e exporam os problemas enfrentados por eles em seus bairros e pediram melhorias ao poder público. Entre os principais pedidos estavam canalização, rede de esgoto e pavimentação asfáltica, além de construção ou reformas de creches e PSF´s. Um exemplo disso, foi o presidente da Vila Goulart, Kelson Duarte, que solicitou a conclusão do asfalto em seu bairro, alegando que a poeira, resultante da falta de asfalto no local, vem causando diversos problemas de saúde aos moradores. “Na época da seca as crianças e idosos sofrem com problemas respiratórios e na época da chuva vira um grande lamaceiro”, contou Kelson. O presidente da Vila Goulart pediu ainda para terminasse de ser cimentada a área aberta da sede da escola municipal do bairro. “Muitas crianças estão com problema de pele porque, devido à falta de cimento, elas acabam tendo contato com a areia por onde passam gatos e cachorros”, explicou.

Leia também:  Vereadores apóiam time de basquete da cidade

Além de infra-estrutura, o público presente na audiência cobrou mais segurança para seus bairros. Mesmo sabendo que a segurança pública do município é de responsabilidade do governo estadual, a presidente da Vila Olinda, Ilda Furacão, reclamou do alto índice de criminalidade em seu bairro e clamou por mais policiamento, pedindo para isso, apoio dos vereadores e prefeito José Carlos do Pátio para poder intermediar uma solução junto ao governador Silval Barbosa.

O vereador Adonias fez questão de ressaltar que não há garantia de que os pedidos feitos durante a audiência serão atendidos, mas, o parlamentar destacou a importância da participação popular para que, através do resultado das audiências, os vereadores possam contribuir com o direcionamento da aplicação do orçamento, através da criação de ementas a LOA 2012.

Leia também:  Prefeito se reúne com ministro das Cidades, Bruno Araújo e vice-governador Carlos Fávaro

Adonias lembrou de PSF´s e creches que foram construídos na região Salmen por conta de pedidos feitos durante as audiências, o que foi confirmado pelo presidente da Vila Mamed, Adriano, que afirmou que a reforma do PSF do seu bairro aconteceu após sua solicitação durante audiência para tratar da LOA 2011, assim como a cobertura da quadra da escola municipal da Vila Mamed.

“Não estamos fazendo promessa de que vai acontecer, mas vamos trabalhar para que aconteça”, pontuou o vereador Cido Silva. Em seu discurso, o vereador Lourisvaldo Manoel de Oliveira “Fulô” falou que vai trabalhar para que a prefeitura possa dar maior atenção aos pedidos feitos nas audiências.

Leia também:  CDL realiza passeio ciclístico e sorteia brindes e bicicletas

Feliz com o resultado da primeira audiência, o vereador Milton Gomes da Costa, o Miltão, disse que acredita na participação popular na próxima audiência, que está marcada para acontecer no dia 10 de novembro, a partir das 19 horas, na Escola Rosalino, no Jardim Iguaçu. “Vai ser a primeira vez que os moradores da grande Vila Aurora serão prestigiados com uma audiência pública para falar do orçamento”, observou.

A última audiência da LOA 2012 acontece no dia 17 de novembro, a partir das 19hs, no Salão Paroquial São José Operário.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.