Trabalhos das miniempresas realizados no shopping. Foto: Ronaldo Teixeira/Agora MT

Despertar os jovens para maturidade e o mercado de trabalho esse é o objetivo do programa de miniempresas desenvolvido pela Junior Achivement, que realizou neste sábado (08/10), no shopping uma exposição de bijuterias, bolsas, toalhas e carteiras de material reciclado produzido por alunos que participam do projeto.

Sandra Vianna, diretora Executiva da Junior Achivement, destacou que o programa consiste na criação de firmas fictícias, mas que possuem toda estrutura. obrigações e trâmites de qualquer empresa, deste a criação do produto, acompanhamento financeiro de despesas e lucros, venda de ações e produtos. “Os alunos escolhem qual será o seguimento da empresa e trabalham como acionistas de uma empresa, com todas as responsabilidades que um empreendimento real. Ao final de quatro meses quando termina o programa percebemos que os jovens passam a ver o mundo com outros olhos, estão mais maduros e conscientes”, afirmou a diretora.

Leia também:  Unegro realiza nesta sexta o Baile da Igualdade

Nesta fase participam do programa quatro escolas, EEMOP, Daniel Martins Moura, Nunes Rocha e Pindorama. Aproximadamente 25 alunos, da Escola Daniel Martins Moura, criaram a News Versions Bijuterias, e comercializam chaveiros, e parte do trabalho e realizado com material reciclado, em parceria com Associação Koblenz Brasil – KoBra.

A diretora da miniempresa, Bruna Chiodi, relatou que a proposta foi um desafio, pois coordenar uma empresa não é um trabalho simples, mas com a participação da equipe tem obtido êxito e a experiência tem sido muito gratificante.

A acionista, Mislayne Carolina, reforma a afirmação de Bruna e acrescenta que valeu apena e sabe que o projeto abriu os olhos para mercado de trabalho e que possui um diferencial em relação a outros jovens, a experiência de fazer parte de uma empresa. “Nunca é cedo para pensar no futuro, sei que com essa experiência tenho mais bagagem para me destacar no mercado de trabalho”, frisou a jovem de 15 anos.

Leia também:  Falta no trabalho | Veja como pegar a declaração do Inep para fazer a prova do Enem

De acordo Sandra, após o programa, muitos jovens conseguem uma vaga em empresas e com destaque devido à experiência obtida com mini empresários.  “Procuramos resgatar valores de respeito ao próximo e despertar nos jovens a necessidade de ser um bom profissional”, concluiu.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.