O Boletim de Ocorrência foi registrado no Plantão da Polícia Civil mantido no Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc) de Rondonópolis, por volta das 23h00 desta segunda feira (24/10) dando conta da prática criminosa de estupro de vulnerável, cuja vítima era uma menina de apenas 2 anos de idade.

O fato, de acordo com o BO, havia sido comunicado à conselheira tutelar, Maria do Carmo, através da médica plantonista do Pronto Atendimento Infantil, Drª Margarida. Segundo relatos da médica, a criança havia dado entrada naquela unidade hospitalar e despertou nela a suspeita do crime de estupro por conta das características, vermelhidão nas genitálias, observadas por ela.

Já no Cisc, foi solicitado pelo delegado plantonista, Afonso dos Santos, o exame no Instituto Médico Legal (IML). A suspeita até então era de que K.Y.A.R, de 2 anos moradora com a família no Residencial Sítio Farias, havia sido estuprada por um garoto com idade entre 6 e 7 anos.

Leia também:  Quadrilha é presa após invadir hotel de luxo em Cuiabá e furtar 6 caminhonetes de hóspedes

Porém, ainda na manhã de hoje foi apurado pela equipe de reportagem do site AGORA MT junto ao delegado Henrique de Freitas Meneguelo, que tudo não teria passado de uma interpretação precipitada em relação ao quadro em que a criança apresentava.

De acordo com conversa telefônica entre o delegado e o médico legista, a vermelhidão e outros aspectos anormais verificados nas partes íntimas da criança são decorrentes de assaduras, provocados segundo levantamento preliminar durante o exame do IML pelo contato constante da urina com a pele e a deficiência na higiene pessoal da criança.

Mesmo assim, segundo Meneguelo, o caso deve ser encaminhado à Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, além do que, o Conselho Tutelar da Região da Vila Operária, responsável por aquela região, deve acompanhar o caso e oferecer todo tipo de assistência, inclusive no sentido de ajudar a mãe nos cuidados pessoais com a criança.

Leia também:  Polícia Civil localiza caminhão enterrado em fazenda de MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.