Kaká não atua pela Seleção Brasileira desde a última Copa do Mundo na África do Sul (Foto: Reuters)

Kaká está de volta à Seleção Brasileira. Depois de seguidas lesões após a Copa do Mundo de 2010, o meia do Real Madrid recuperou o bom futebol e ganhou sua primeira oportunidade com o técnico Mano Menezes para os amistosos contra o Gabão, no dia 10 de novembro, às 16h (de Brasília), em Libreville, e diante do Egito, em Doha, no Qatar, no dia 14 de novembro, às 15h (de Brasília). Por outro lado, o comandante preferiu deixar os atletas que atuam no futebol local  fora da lista (confira mais abaixo). Tudo para não prejudicar a reta final do Brasileirão.

A Seleção se reúne no dia 7 de novembro em Frankfurt. De lá, o grupo viaja em voo fretado para Libreville, capital do Gabão. Após o confronto contra os donos da casa, a delegação segue para Doha, no Qatar, local da partida diante do Egito. A liberação dos convocados será no dia 15 de novembro.

Leia também:  Copa Federação pode ter jogos às segundas

Robinho e Julio César fora. Ex-corintianos são as novidades

Para não prejudicar a reta final do Campeonato Brasileiro, Mano preferiu deixar fora da lista os atletas que atuam no Brasil. Na última convocação, o comandante desfalcou nove clubes – Botafogo, Atlético-MG, Vasco, Internacional, Santos, São Paulo, Corinthians, Flamengo e Fluminense. Com isso, o comandante deu uma nova oportunidade ou chamou pela primeira vez alguns nomes que já marcaram época com a amarelinha.

Nomes como Neymar, do Santos, e Ronaldinho Gaúcho, do Flamengo, principais estrelas das últimas convocações, vão ficar fora da equipe. O atacante do Peixe, por sinal, é o artilheiro da era Mano Menezes, com oito gols.

As novidades na lista são os nomes do ex-corintianos Willian (Shakhtar) e Bruno César (Porto), além de Dudu, ex-Cruzeiro e atualmente no Dínamo de Kiev, e Alex Sandro, contratado recentemente pelo Porto junto ao Santos. Esses dois últimos foram campeões mundiais sub-20 e possuem idade olímpica.

Leia também:  FMF confirma participação na Copa do Brasil de Seleções Estaduais Sub-20 da CBF

Já as ausências mais sentidas foram de dois atletas que atuam em Milão: Julio César, do Inter e que se lesionou na última quarta-feira, e Robinho, do Milan. O ex-santista já está recuperado de lesão e vem atuando pelo clube rossonero nas últimas rodadas.

Retrospecto de Mano à frente da Seleção Brasileira

Sob o comando de Mano Menezes, a Seleção Brasileira já disputou 18 partidas. Foram dez  vitórias, três derrotas e cinco empates. Até o momento, o time canarinho ainda não conseguiu vencer um rival de peso com o treinador no comando – Argentina (1 a 0, Doha), França (1 a 0, em Paris) e Alemanha (3 a 2, em Stuttgart).

Na primeira competição oficial da era Mano Menezes, a Seleção foi eliminada nas quartas de final ao perder nos pênaltis para o Paraguai. Nas cobranças, o time canarinho não converteu nenhuma – três para fora e um nas mãos do goleiro Villar. Elano, André Santos, Fred e Thiago Silva desperdiçaram os lances para a equipe nacional.

Leia também:  União faz resultado e fica com título no sub-19

CONFIRA ABAIXO OS CONVOCADOS POR MANO MENEZES:

GOLEIROS: Neto (Fiorentina), Diego Alves (Valencia)

LATERAIS: Alex Sandro (Porto), Marcelo (Real Madrid), Daniel Alves (Barcelona), Adriano (Barcelona), Fabio (Manchester United)

ZAGUEIROS: Thiago Silva (Milan), David Luiz (Chelsea), Luisão (Benfica)

VOLANTES: Lucas Leiva (Liverpool), Luiz Gustavo (Bayern de Munique), Sandro (Tottenham), Fernandinho (Shakhtar), Elias (Sporting)

MEIAS: Bruno César (Benfica), Hernanes (Lazio), Kaká (Real Madrid), Willian (Shakhtar), Dudu (Dínamo de Kiev)

ATACANTES: Hulk (Porto), Jonas (Valencia), Kléber (Porto)

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.