Desmatamento na Amazônia na região de Porto Velho, em Rondônia. Segundo o Inpe, em setembro deste ano a floresta perdeu uma área de 253,8 km² (Foto: Divulgação/Greenpeace/Marizilda Cruppe/EVE)

Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), ligado ao Ministério do Meio Ambiente, apontam que o desmatamento na Amazônia caiu 43,31% em setembro em relação ao mesmo período de 2010. Mas Mato Grosso volta a liderar o ranking de desmatamento

No mês de setembro uma área de 253,8 km² de floresta, quase sete vezes o tamanho do Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro, foi derrubada. Há um ano, o total desmatado era de 447,7 km².

Mato Grosso é responsável pelo desmatamento de 110,8 km² e assumiu a topo dos Estados que mais degradam a floresta Amazônica, em agosto o índice havia reduzido. A segunda e terceira colocação ficou com Rondônia, com 49,9 km², e Pará, com 46,9 km².

Leia também:  Homologada licitação para Ganha Tempo em Rondonópolis

O sistema de detecção do desmatamento em tempo real (Deter), que analisa mensalmente o ritmo de degradação da região por meio de imagens de satélite, não conseguiu visualizar apenas 5% da Amazônia Legal devido à densidade de nuvens.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.