Ajax Lasnamäe perdeu para o Trans Narva por 12 a 0 no dia 27 de setembro deste ano (Foto: Divulgação)

Na década de 80, o glorioso Íbis Sport Club ganhava fama no Brasil graças a uma sequência impressionante de derrotas. Considerado “o pior time do mundo” pela imprensa,  o clube de Pernambuco fez escola no futebol. Neste ano, a Primeira Divisão da Estônia também tem o seu Íbis: o FC Ajax Lasnamäe já sofreu 157 gols em 32 jogos nesta temporada, não venceu nenhum jogo, perdeu 28 e tem a vocação de somar resultados bem vergonhosos, quase todos por goleadas. Mesmo assim, segue com esperança de fazer bonito até a rodada final.

Mesmo na lanterna do campeonato com quatro pontos, o estádio do Ajax costuma ficar cheio nos jogos da equipe: o local tem capacidade para apenas 1.500 pessoas. Para o dirigente Andrei Shapovalov, paciência é a palavra certa para definir a equipe, que chegou à Primeira Divisão neste ano.

– Temos bons jogadores no elenco. Infelizmente, as coisas não estão fluindo nesta temporada, mas precisamos estar unidos se quisermos melhorar e superar as dificuldades momentâneas. Ainda queremos mostrar um bom futebol – disse Andrei.

Leia também:  Acontece nesse final de semana 1º Torneio de Férias de Vôlei no Ginásio Municipal de Jaciara

Sem conquistar uma vitória desde do dia 7 de novembro de 2010, quando bateu o Orbit por 2 a 1 na Segundona, o Ajax coleciona um retrospecto de dar inveja ao Pássaro Preto pernambucano. E não é para menos: o time da azul e amarelo entra em campo de preferência para tomar muitos gols e parece ter “apego” às derrotas.

Localizado na cidade de Lasnamäe, no nordeste da capital Tallinn, o Ajax está partida a partida “empenhado” em chegar ao feito do Íbis. A fama de “pior time de mundo” do clube de Pernambuco surgiu na década de 70, mas pegou na década de 80, precisamente em 1981, quando atingiu a marca de 55 partidas sem vencer um jogo sequer, sendo sete empates e 48 derrotas. O time ainda marcou 25 gols e sofreu 231. Foram três anos e 11 meses sem conquistar uma vitória.

Quando o assunto é bola rolando, o clube da Estônia já demostrou ter suas dificuldades. Em 32 jogos disputados, o Ajax acumula 28 derrotas, quatro empates e nenhuma vitória. São 157 gols sofridos. Sim, você não entendeu errado: foram 157 gols sofridos em 32 jogos na Meistriliiga 2011. Essa avalanche de bolas na rede significa uma média de mais de cinco por jogo. Em contrapartida, a equipe marcou 11 vezes na competição.

Leia também:  Circuito de Tênis têm inscrições abertas para torneio em Cuiabá

–  Quando as críticas são boas, sempre somam alguma coisa e crescemos com elas. Somos um clube que investe em vários setores do esporte e por isso temos ciência do nosso papel na formação de cidadãos. Desta forma, temos que ouvi-las e distinguimos o certo do errado. Todas as críticas são bem-vindas, mas precisam ter fundamento – afirmou o dirigente.

Com um retrospecto desses, não é de se admirar que o clube esteja na lanterna da competição local com apenas quatro pontos conquistados. Pouco conhecido no futebol mundial, o humilde FC Ajax Lasnamäe segue sua sina de acumular derrotas e mais derrotas. No último dia 27 de setembro, por exemplo, a equipe, jogando em casa, perdeu para o Trans Narva por 12 a 0. Os cinco gols de Gruznov, cinco de Cekulajevs e dois de Bezykornovas foram responsáveis por acrescentar mais um vexame histórico na campanha do clube.

Leia também:  Diretoria do União deve apresentar equipe dia 14

O que mais é admirável é que, depois de tanta bordoada, o dirigente acredita que, faltando apenas quatro rodadas para o fim do Campeonato Estoniano, o time ainda tem chances de melhorar, mesmo estando a 68 pontos do líder Flora Tallinn.

–  Ainda há tempo para a recuperação do bom futebol. Temos que nos unir para superar nossos obstáculos – afirmou Andrei.

O próximo compromisso do FC Ajax Lasnamäe está agendado para sábado contra o Flora, em casa, pela 33ª rodada da Meistriliiga. E se o curioso slogan do time é “Só existimos se temos o apoio dos outros”, haja apoio e paciência dos torcedores. Afinal, o jogo deste fim de semana promete. Na partida de ida do Campeonato Nacional, a equipe perdeu para o líder da competição por 13 a 1.

– Contamos com a nossa torcida para sairmos com a vitória neste sábado. Basta confiarmos mais em nosso talento. Confiança é o mais importante – finalizou.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.