Aproximadamente 300 funcionários, entre pedreiros e serventes, que são funcionários da empresa Constral, que é uma das empreiteiras responsáveis por obras de implantação do esgoto em Rondonópolis paralisaram as atividades na manhã desta sexta-feira (28/10). A paralisação segundo os manifestantes foi a forma encontrada para reivindicar um aumento salarial 11%, melhores condições de higiene e de alimentação.

Edeilton Barbosa falou pelos funcionários - Foto: Ricardo Costa / AGORA MT

De acordo com o pedreiro Edeilton Barbosa de Lima, os funcionários já vêm cobrando há meses um aumento de salarial, boa alimentação e melhorias de higiene e a diretoria da empreiteira, segundo as reclamações, nada tem feito, “Estamos há meses reivindicado um aumento de salário de 11%, melhores marmitas e uma atenção na questão de higiene nos ambientes destinados aos funcionários, como o banheiro, que é lavado apenas uma vez por mês, uniformes novos para todos e até hoje nada foi feito. (…) eles ficam o tempo todo apenas ameaçando a gente, falando que tudo tem que ser feito apenas do jeito deles, caso contrario não serve agora depois de tudo isso decidimos paralisar os serviços por tempo indeterminado”, reclamou o porta-voz dos funcionários.

Leia também:  Caminhão derruba postes e deixa região da Vila Mineira sem energia

Ainda segundo o grupo de funcionários a empreiteira vem pagando apenas 50% de hora extra, em dia de feriado e apenas 50 centavos por metro de rede de esgoto de produtividade, “Temos trabalhado nos feriados e a empreiteira paga apenas 50% de hora extra nestes dias, além disso, eles exigem a nossa presença nos feriados. (…) ainda aproveitamos para cobrar o aumento no valor pago de 50 centavos por metro cavado da rede de esgoto, esse valor e até pago por fora, para a empreiteira fugir dos impostos”, acusou o pedreiro.

Ainda no local onde está instalada a empresa a  reportagem tentou manter contato com os responsáveis no município, que segundo os funcionários, atenderia pelo nome “Cesar”, mas, segundo o porteiro da empresa o responsável pela empresa não se encontrava no local.

Leia também:  Prefeitura disponibiliza emissão de documentos fiscais de forma gratuita via site
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.