Sem meias palavras, o presidente regional do PPS e deputado estadual, Percival Muniz, pré-candidato a prefeito de Rondonópolis, resolveu disparar contra o ex-prefeito Adilton Sachetti (PDT), que se habilitou a concorrer a prefeitura de Rondonópolis quando se filiou dentro do prazo legal.

Em entrevista ao site cuiabano Hiper Noticias, Percival afirmou que não precisa de outros partidos para ganhar a eleição e que Adilton só com o PDT é inviável. “O Adilton conseguiu perder lá dentro para o Zé do Pátio (atual prefeito – PMDB) quando tinha o apoio do Governo do Estado, do governo federal, imagine agora no PDT sem ninguém”.

O deputado ainda declarou que não acredita que o ex-governador e senador Blairo Maggi (PR), esteja por de trás da filiação de Sachetti no PDT e que no momento o ex-prefeito parece ter caído de um caminhão de mudança e teria ficado perdido e grudado no PDT.

Leia também:  Sicredi pode ter a conta da Prefeitura

Percival trabalha sua pré-candidatura a prefeito do município e teria o apoio incondicional do Movimento Mato Grosso Muito Mais (PV, PDT, PSB e PPS), mas, desde filiação de Adilton Sachetti, no PDT no começo do mês, os aminos dentro do Movimento Mato Grosso Muito Mais, têm se mantido acirrados.

 Veja aqui a matéria na íntegra

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.