FOTO ARQUIVO AGORA MT

Depois de receber uma ligação anônima a Polícia Militar de Rondonópolis realizou na tarde de ontem uma ‘varredura’ no presídio Major Eldo de Sá Corrêa ‘Mata Grande’. Segundo uma testemunha que prefere não se identificar a denúncia seria de que presos com ajuda de alguém de fora do presídio estariam planejando explodir o muro do local para que houvesse a fulga.

De acordo com a testemunha a polícia teria conseguido encontrar um celular dentro da Mata Grande, no local descrito pela denúncia, que poderia servir como detonador remoto de dentro da prisão, só que para explodir o que ainda seria instalado no muro fora do presídio.

A testemunha ainda contou que houve tumulto entre os presos e que a polícia chegou a efetuar disparos para conter os rebeldes. A reportagem do AGORA MT entrou em contato com o comando da PM que informou que todas as denúncias recebidas são averiguadas, mas que não pode comentar sobre casos que estão em processo de investigação. A reportagem não conseguiu encontrar o diretor do presídio para comentar o ocorrido.

Leia também:  Motociclista morre após ser atingida por caminhonete em cruzamento
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.