Ney Franco quer a "tríplice coroa" com a sub-20 (Foto: Gustavo Rotstein / Globoesporte.com)

O ano de 2011 está sendo inesquecível para a Seleção Brasileira sub-20. Depois de garantir uma vaga em Londres-2012 com a conquista do título do Sul-Americano, o time alcançou o tetra no Mundial da Colômbia. Nesta quarta-feira, a equipe inicia sua trajetória nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara enfrentando a Argentina, às 20h (horário de Brasília), no Estádio Omnilife, querendo fechar com chave, ou melhor, medalha de ouro a temporada.

À frente da equipe nas duas conquistas, Ney Franco também planeja o título, que seria uma espécie de “tríplice coroa”, para entregar a Mano Menezes uma geração vencedora e que formará a base do grupo que disputará os Jogos Olímpicos do ano que vem. O treinador acredita numa competição difícil, a começar pelo clássico logo na estreia. Mas garante que, durante a preparação, o grupo mostrou potencial, mesmo sem contar com alguns de seus principais jogadores, como Neymar, Lucas e Oscar.

Leia também:  Palmeiras assume a vice-liderança após vencer Grêmio fora de casa

– A Argentina vem com jogadores que atuam em suas equipes principais, mas eu acredito num duelo equilibrado. O Brasil conta com jogadores como Lucas Zen, do Botafogo, Felipe Anderson, do Santos, e Felipe Amorim, do Goiás. Todos eles atuam com frequência em seus clubes. Pelo que fizemos nos treinos, acredito que estaremos numa tarde boa – avaliou o treinador.

Se não conta com os astros da geração, a Seleção sub-20 chegou ao México com o reforço de Henrique. O atacante, que ainda busca seu espaço no São Paulo, foi o artilheiro e eleito o melhor jogador do último Mundial Sub-20. O goleiro César e o zagueiro Frauches, ambos do Flamengo, além do também zagueiro Romário, do Internacional, são os outros remanescentes do grupo que conquistou o título.

Leia também:  União começa neste domingo sonho de voltar à Copa do Brasil

Considerado um dos “experientes” do grupo, por ter feito parte do elenco do Santos que conquistou a Libertadores de 2011, o meia Felipe Anderson sonha voltar de Guadalajara com mais um título, agora como um dos protagonistas da Seleção sub-20.

– Essa experiência de ter disputado a Libertadores foi importante, e agora espero ser campeão pela Seleção – disse o camisa 10 do time.

O Brasil vai enfrentar a Argentina com a seguinte formação (em parênteses, os clubes dos jogadores): César (Flamengo), Madson (Bahia), Luccas Claro (Coritiba), Romário(Internacional) e Henrique Miranda (São Paulo); Lucas Zen (Botafogo), Misael (Grêmio), Felipe Anderson (Santos) e Lucas Patinho (Fluminense); Rafael (Bahia) e Henrique (São Paulo).

Leia também:  Circuito de Tênis começa nesta quarta em Cuiabá
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.