Foto: arquivo / AGORA MT

Servidores municipais questionam a falta da elevação de nível e de letra que deve ocorrer a cada dois anos, mas que ainda não foram contemplados com o benefício. O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (Sispmur) cobra do prefeito José Carlos Junqueira de Araújo (PMDB) que garanta a direito dos servidores.

O presidente do Sispmur, Rubens de Oliveira Paulo, afirmou que o tem crescido o número de trabalhadores que concluíram pós-graduação, cursos de mestrado ou doutorado e ainda não tiveram o reconhecimento pela qualificação com a elevação de nível. Outra questão repassada ao sindicalista é que muitos servidores não tiveram a elevação de letra, que deve acontecer a cada dois anos, de acordo com a data de adesão no quadro de servidores do município, mas não é concretizada.
“Constatamos que não foi realizada a elevação de nível de muitos servidores que se qualificaram e tem direito ao beneficio e também há vários trabalhadores que não tiveram a letra elevada, existem casos de servidores que aguardam o beneficio há dois anos. Não tem sentido o prefeito protelar o direito dos servidores”, relatou o presidente do Sispmur.

Leia também:  Esporte e Lazer promoverá diversas ações para população no 2º Mutirão da Justiça Comunitária

Outra reclamação recebida por Rubens é a proposta de parcelamento dos valores que os servidores devem receber. “Sei que foi cogitado o pagamento da elevação de nível, dos pagamentos que estão atrasados, em várias parcelas. Acredito que é correto negociar e até parcelas, mas não dividir o benefício dos servidores como se fosse o financiamento de um carro ou casa”.

Rubens concluiu que tem buscado uma audiência com o prefeito para esclarecer o pagamento dos benefícios bem como a implantação do Conselho de Desenvolvimento Funcional – Condef e do Conselho de Desenvolvimento Funcional dos Profissionais da Educação Infantil e do Ensino Fundamental – Consede.

A gerente do Departamento de Recursos Humanos da Secretaria de Educação, Valdelice Oliveira, explicou que todos os processos de elevação de nível e a elevação da letra foram encaminhados ao departamento de Recursos Humanos da prefeitura que pode depender da liberação de recursos para o pagamento do direito dos servidores.

Leia também:  Câmara Municipal aprova desmembramento de área para construção da Unemat em Rondonópolis

A secretária de Educação, Marilda Rufino, frisou que a elevação de letra deve ocorrer a cada dois anos e acredita que os processos devam ser regularizados ainda neste mês de outubro.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.