O crime aconteceu a poucos instantes no Residencial Lúcia Maggi, na região do Anel Viário em Rondonópolis. As primeiras informações dão conta de que o homicídio ocorreu porque a vítima devia 10 Reais para o autor do crime, um menor com 15 anos de idade.

Segundo a mãe do menor, ela estava dando banho no filho mais novo quando ouviu a discussão entre o irmão José Laurindo da Silva, de 29 anos e o filho dela, A.L.S de 15 anos. O adolescente, segundo a mãe cobrava do tio 10 Reais que ele havia pego emprestado e o tio dizia que não tinha o dinheiro naquele momento para saldar a dívida.

Ainda de acordo com relatos de dona Iria, irmã da vítima, a discussão se agravou e quando ela saiu do banheiro viu o irmão agarrar o sobrinho pelo pescoço. Daí o menor saiu e logo voltou armado com um revólver.

Leia também:  Meia tonelada de alimentos são entregues para o Lar de Nazaré

Quando José Laurindo saía na porta da sala foi recebido por balas. O menor, segundo informações desferiu vários tiros, dois acertaram a cabeça do tio dele que caiu morto na frente da casa de nº 19 da Quadra 6 daquele residencial.

Depois de matar o tio, o menor fugiu levando com ele a arma do crime. Ele ainda não foi localizado pela polícia, pois a mãe do menor não colaborou; ela não quis revelar à PM quais as características do filho, nem mesmo quais as roupas ele estava usando.

O menor, segundo a mãe, não tinha até então nenhum problema com a polícia e era trabalhador. “Ele só é muito nervoso, desde pequeno que qualquer coisa tira ele do sério”, disse a mãe em prantos ao perder o único irmão.
[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=yYfIQOiQfvY[/youtube]

Leia também:  Prefeitura já adotou medidas para controle de abastecimento de frotas e fez nova licitação
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.