Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

Os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) estão realizando uma mobilização em frente à prefeitura para tentar uma reunião com o gestor José Carlos do Pátio. De acordo com a presidente do sindicato dos ACS, Marina Lara, os agentes querem uma resposta do prefeito em relação ao reajuste salarial.

Marina explicou que o governo federal manda R$ 750 por agente, só que o salário bruto com a insalubridade de cada agente de Rondonópolis resulta em apenas R$ 673, ou seja, o restante do dinheiro não é repassado para os ACS. Outro ponto levantado pelos agentes é a cobrança do reajuste salarial que foi oferecido pelo governo em agosto deste ano com pagamento retroativo a maio que a prefeitura já recebeu e não repassou.

Leia também:  Verba da merenda será complementada e materiais estão disponíveis no Almoxarifado da Educação

A presidente afirmou que mesmo que o prefeito desse o reajuste de R$ 300 para cada ACS não comprometeria a folha de pagamento do município, já que a verba não é da prefeitura, mas sim do governo federal. A reunião com o prefeito foi marcada para quarta-feira e se não houver acordo os agentes vão entrar em greve na semana seguinte.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.