Arquivo Agora MT

Os dez parlamentares mais ricos concentram quase metade de todo o patrimônio declarado pelos 667 deputados e senadores que passaram pela Câmara e pelo Senado de fevereiro a outubro. O deputado João Lyra (PSD-AL) e o senador Blairo Maggi (PR-MT) são os mais ricos.

Representando 9,3% do contingente total dos congressistas, os 62 parlamentares mais ricos (todos com declarações de bens acima de R$ 5 milhões) detêm 69% do patrimônio declarado pelo conjunto de deputados e senadores. Ao todo, 263 congressistas têm mais de R$ 1 milhão em patrimônio declarado.

Na parte de baixo da “pirâmide social” do Congresso, outros 220 parlamentares informaram possuir bens que não passam dos R$ 500 mil. Há ainda mais 21 que declararam não possuir qualquer bem no próprio nome, nem mesmo um centavo depositado em conta bancária no momento em que registraram suas candidaturas.

Leia também:  Câmara sanciona Projeto de Lei que permite aos cidadãos acesso à lista de imóveis da prefeitura de Rondonópolis

A concentração de riqueza também alcança os partidos políticos. Embora ocupem um terço das cadeiras do parlamento, PMDB, PSD e PR acumulam mais da metade de todos os bens informados por todos os congressistas.

Os dados fazem parte de levantamento feito pelo Congresso em Foco com base nas declarações prestadas à Justiça eleitoral pelos 667 deputados e senadores que exerceram mandato na atual legislatura, entre titulares, suplentes e licenciados. A lista inclui ainda parlamentares que renunciaram ao mandato, como Marisa Serrano (PSDB-MS) e Ana Arraes (PSB-PE), e que faleceram, como Itamar Franco (PPS-MG) e Luciano Moreira (PMDB-MA). No caso dos senadores em meio de mandato, foram levados em conta os valores declarados por eles em 2006, no momento do registro da candidatura.

Leia também:  Professor é agredido em reunião escolar por pais de alunos que tiraram nota baixa
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.