Foto: arquivo AGORA MT

O projeto que permite a ampliação na quantidade de vagas de agente administrativo para atender o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), foi aprovado por unanimidade nesta quarta-feira (30), na Câmara Municipal de Rondonópolis. O projeto é de autoria do Executivo Municipal e atende a um pedido dos vereadores que, desde novembro, vêm intermediando junto ao governo municipal a luta da classe médica do Samu por mais condições de trabalho. Com a aprovação, o número de agentes passa de dois para três, o que possibilita mais um profissional para atender as ligações direcionadas para o 192 – Samu.

Segundo dossiê protocolado na Casa de Leis, onde consta uma série de denúncias a respeito da situação caótica do Samu no município, apenas uma linha telefônica estava disponível para atender todas as chamadas para o 192 e, apenas um servidor era responsável por receber todas as ligações. Com isso, após uma reunião convocada pelos vereadores entre representantes da secretaria estadual de Saúde, direção geral do Samu no estado, médicos do Samu, Corpo de Bombeiros e Sindicato dos Médicos do Estado de Mato Grosso (Sindimed – MT), a diretora do Escritório Regional de Saúde, Geraldina Ribeiro, doou uma linha telefônica para a central de regulação do Samu. Diante disso, o presidente da Câmara Municipal, Ananias Filho, se prontificou a intermediar junto ao prefeito José Carlos do Pátio a elaboração imediata do projeto para contratar um novo servidor para atender as chamadas para a central de regulação.

Leia também:  Última etapa dos Jogos Escolares será realizada em Alta Floresta

O projeto foi protocolado no final da tarde do dia 23, e entrou na pauta de votação desta quarta-feira em regime de urgência urgentíssima. Devido à necessidade da aprovação em duas votações, uma sessão extraordinária foi convocada logo após o fim da sessão ordinária, apenas para votar o projeto em segunda votação. Segundo os médicos que prestam serviços ao Samu, a doação de mais uma linha telefônica e a contratação de mais um atendente irá contribuir em muito, para melhorar o atendimento na região Sul do Estado.

Durante sessão ordinária ocorrida na semana passada, os vereadores também aprovaram R$ 70 mil em recursos a serem utilizados na reforma do prédio da central de regulação do Samu. Conforme Ananias, o valor ainda poderá ser empregado na manutenção de ambulâncias e/ou para a aquisição de materiais necessários ao bom andamento dos serviços prestados pelo Samu.

Leia também:  Janot recusa transmitir cargo para sua sucessora Raquel Dodge
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.