A divisão de Mato Grosso volta a ser assunto discutido na Assembleia Legislativa. No próximo dia 03 de dezembro haverá uma Audiência Pública, em Porto Alegre do Norte, e contará com os parlamentares das bancadas federal e estadual.

No ano de 1995 o deputado federal Wellington Fagundes apresentou na Câmara dos Deputados o projeto de decreto de legislativo (55/1995) para a realização de um plebiscito para discutir a divisão do Estado, em Mato Grosso do Norte, Mato Grosso e Estado do Araguaia. O projeto foi arquivado, mas a discussão continua.

Caso o debate sobre a divisão do território mato-grossense tome forma e venha a ser Decreto, existe a possibilidade que Sinop ou Lucas do Rio Verde seja a capital de Mato Grosso no Norte. O Estado do Araguaia ainda não possui uma cidade em vista para ser capital do Estado. Cuiabá continuaria com capital de Mato Grosso.

Leia também:  Juíza manda sem-terra desocuparem fazenda que ex-governador entregou à Justiça após delação

Um dos argumentos para divisão do Estado é a dimensão do territorial de Mato Grosso.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.