Foto: Varlei Corova / AGORA MT

A Coordenadoria de Saúde Mental de Rondonópolis se reuniu hoje com conselheiros e representantes de entidades para discutir melhorias no atendimento aos pacientes de saúde mental e dependentes químicos. A reunião aconteceu no Auditório do Núcleo do Conselho.

Segundo a coordenadora de Saúde Mental, Daniela Natália Piato, entre os assuntos discutidos no encontro estava à articulação na Rede de Saúde Mental para portas de entrada desses pacientes, ou seja, Hospital Municipal, Ambulatório de Saúde Mental e Hospital Paulo de Tarso.

“Precisamos desenvolver um sistema onde pessoas com esses problemas possam ser tratadas no território em que vive para que possamos diminuir os surtos e também a necessidade do Samu ter que socorrer esses pacientes somente para levar até uma unidade de saúde”, conta.

Leia também:  Governo dá primeiro passo para concessão do Marechal Rondon e mais 4 aeroportos de MT

De acordo com Daniela é necessário capacitar pessoas para que acompanhem esses pacientes e tenha abertura para ir até a casa deles verificar medicamentos, retorno ao médico e outras coisas básicas para que seja feito uma prevenção antes que a pessoa entre em surto. “Essas pessoas que receberem a capacitação estarão habilitadas para auxiliar os pacientes e definir os sintomas antes que o caso possa piorar”, fala.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.