Paulo André e Alessandro, dois dos líderes do elenco, ouvem instruções de Tite (Foto: Futura Press)

Uma cena curiosa ocorreu após o jogo do Corinthians contra o Ceará, no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza. Em vez de o treinador ser o responsável por dar as caras em entrevista coletiva, comentando o resultado, foram os jogadores que tomaram à frente. A atitude de dois dos líderes do elenco – Alessandro e Paulo André – teve a justificativa de “poupar Tite”, segundo a assessoria de imprensa do Corinthians.

Mas poupar do quê, se o time venceu por 1 a 0 e é líder do Campeonato Brasileiro a apenas três rodadas do fim?

– O Tite vem sendo pressionado e os jogadores tinham de retribuir – afirmou o zagueiro Paulo André.

– É importante que os jogadores falem, não pela vitória, mas para valorizar que muitos não vinham jogando. E é o que ele (Tite) diz, que tem de se preparar para jogar sempre. Todos têm a sua importância, mas que saibam a hora certa de serem aproveitados – emendou o lateral-direito Alessandro.

Leia também:  União faz resultado e fica com título no sub-19

O camisa 2, aliás, exaltou a qualidade do Ceará para valorizar ainda mais a importância da vitória corintiana no Presidente Vargas.

– O jogo foi uma luta, uma guerra. É estranho eles estarem na zona do rebaixamento com tamanha dedicação, com o tanto que correram – emendou o lateral.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.