No nosso cotidiano é indispensável mantermos um relacionamento harmonioso com chefes, clientes, colegas, alunos, pais, amigos, parentes, etc. Isso porque, vivemos em sociedade e se tornaria inviável o fato de vivermos isoladamente, seja no âmbito pessoal ou profissional, requer a interação entre os indivíduos. É importante ressaltar que atingir esse objetivo nem sempre é tão simples, uma vez que os grupos aos quais pertencemos são muito variados, compostos de indivíduos diferentes, com interesses e expectativas diversas.
Cada um representa uma personalidade própria, estabelecida por princípios e valores pessoais próprios que nunca são iguais aos dos outros. São cultivados ao longo da experiência de vida, determinando as virtudes e os vícios que certamente influirão sobremaneira no relacionamento harmônico entre os integrantes de qualquer grupo.

Leia também:  Preconceito

Qualquer atividade que exercemos, profissionalmente ou não, implica inevitavelmente em relações com pessoas, sendo que com algumas delas mantemos boas relações, com outras, relações fracas e, com outras, más relações. Os resultados obtidos a partir desses contatos seguirão a mesma seqüência, boa, fraca ou má, afetando os resultados que esperamos obter de nossas atividades diárias, pois nosso estado interno reflete diretamente em nosso mundo externo.
Percebemos que ao marcarmos uma consulta dependemos do horário do médico, este por sua vez depende do horário em outras instituições na qual se faz necessário para realizar seu trabalho e assim sucessivamente. É percebível a interdependência que nos prende aos nossos semelhantes e nos leva a admitir que a nossa atividade diária seja inseparável da atividade de outros indivíduos.
O reconhecimento da diversidade possibilita a convivência harmônica e enriquecedora entre os indivíduos. O autoconhecimento é sobretudo o resultado de um trabalho pautado no próprio conhecimento e principalmente no reconhecimento do outro nos ambientes de aprendizagem onde acontecem as relações.
Devemos centralizar interesses promovendo o respeito e compreensão, liderando atitudes que visa melhorar o convívio com as pessoas, resultando em um relacionamento enriquecedor entre os seres humanos, tendo em mente que todos nós somos possuidores de uma personalidade única e complexa, valorizando cada individuo em sua particularidade.

Leia também:  Aquilo que lhe conecta com paixão

Isa Paiva
Pedagoga e estudante de Psicopedagogia Clinica e Institucional

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.