Para preparar a pele, são aplicados produtos que higienizam profundamente, a fim de evitar manchas. Foto: Shutterstock

Se o seu sonho é ter uma pele de pêssego, com oleosidade na medida certa e sem cravos, existe uma receita simples, quase indolor, e, o melhor, a um preço acessível: o peeling de diamantes associado à limpeza de pele. Juntos, essa dupla imbatível no tratamento da pele manda a oleosidade para bem longe é ainda é uma solução à acne.

Quando se pensa em peeling de cristais (ou de diamante), muita gente tem em mente um tratamento caro, dolorido e que faz com que a pele descame muito nos dias após a aplicação. Nada disso é verdade, as sessões variam de R$ 70 a R$ 140, duram em média uma hora, e não costumam descamar a pele.

“O peeling é indicado para quem quer controlar a oleosidade e fechar os poros. O processo faz uma esfoliação bem superficial na pele e, justamente por isso, também é indicado para pessoas com manchas na derme”, explica Dra. Magda Expósito, dermatologista do Hospital Santa Catarina.

Leia também:  Quatro sapatos confortáveis para ir a um casamento

Já a limpeza de pele é a extração de comedões, os cravos abertos e fechados, com técnicas mecânicas, manipuladas de forma a não agredir a pele e causar inflamações que podem piorar a acne. “Com o procedimento feito de forma correta, antes de extrair o cravo, é feita uma higienização da pele, e vaporização com ozônio, que abre os poros e facilita a extração”, explica Ingrid Peres, fisioterapeuta da rede Fisioterapeuta da rede de clínicas estéticas Onodera.

Pressa é inimiga da perfeição
Os dois procedimentos podem ser associados para um resultado mais eficaz, uma vez que a limpeza retira os cravos, e o peeling ajuda a fechar os poros, evitando que apareçam novamente. No entanto, trata-se de um tratamento associado de médio e longo prazo, por isso, não adianta querer resultados imediatos. “Se for uma pele muito irritada e com grau de acne intermediário, serão meses de tratamento até se atingir um resultado satisfatório. No caso de acnes de quarto grau – aquelas muito inflamadas e irritadas – os procedimentos serão apenas complementares a um tratamento tópico”, explica Magda.

Leia também:  Batons nude e de cores fortes marcam a maquiagem durante o inverno | Moda e Beleza

Quem não sofre com a acne também pode fazer os tratamentos se quiser uma pele ainda mais radiante, uma vez que a limpeza vai tirar todas as impurezas da pele, e o peeling também ajuda a evitar rugas e cicatrizes. “A micro esfoliação provocada pelo peeling estimula a renovação da pele, e já na primeira seção é possível ver a diferença. Os poros ficam mais fechadinhos e a pele, com um aspecto muito mais sedoso e saudável”, afirma Dra. Magda.

Ainda segundo a dermatologista, poucas pessoas têm alguma contraindicação ao tratamento. “Dependendo das condições da pele, é possível fazer as duas técnicas no mesmo dia”, explica. Até mesmo peles negras e mais pigmentadas podem se render aos tratamentos, pois são pouco invasivos e não possuem agentes químicos que podem causar reações adversas.
   
Vale lembrar que pessoas com acne de quarto grau e portadores de marca passo não devem se submeter à limpeza de pele. “Para a assepsia da pele ao final da extração, utilizamos uma corrente de alta frequência, por isso a contraindicação”, explica Ingrid.

Leia também:  Aprenda dicas rápidas para uma maquiagem perfeita

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.