Lacre eletrônico - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

Todos os veículos novos terão que sair das concessionárias com placas refletivas e lacres eletrônicos a partir de janeiro. O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) fez uma mudança na Resolução 231, de 2007, que torna obrigatório o uso de placas refletivas nos emplacamentos feitos a partir do dia 1º de janeiro de 2012. Os veículos que tiverem a documentação transferida para outro município terão de refazer o emplacamento conforme as novas especificações.

O diretor do Detran (Departamento Nacional de Trânsito) de Rondonópolis, Carlos Antônio Nazário, explicou que a mudança tem como objetivo diminuir a criminalidade, já que vai melhorar a visibilidade principalmente no período noturno. “A obrigatoriedade das placas refletivas visa aumentar a segurança no trânsito”, fala.

Leia também:  Festa do Padroeiro Bom Pastor acontece neste domingo (07) em Rondonópolis

Segundo Carlos os outros veículos terão que trocar as placas no momento da vistoria. “A vistoria do veículo só será feita e liberada se as placas e o lacre estiverem dentro da nova resolução”, diz. As placas refletivas custam em média R$ 40 cada.

Em relação ao lacre eletrônico, Nazário comentou que a nova norma vai acabar com a clonagem de veículos, além de facilitar o trabalho da polícia. “Cada lacre vai ter uma numeração que será cadastrada no banco de dados do veículo, ou seja, se ele for transferido para outro será fácil de descobrir a irregularidade. Apenas o Detran pode colocar o lacre eletrônico”, alega. O lacre custa R$ 26.

Leia também:  Réu revel é julgado na 2ª etapa do Tribunal do Juri nos bairros

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.