Lacre eletrônico - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

Todos os veículos novos terão que sair das concessionárias com placas refletivas e lacres eletrônicos a partir de janeiro. O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) fez uma mudança na Resolução 231, de 2007, que torna obrigatório o uso de placas refletivas nos emplacamentos feitos a partir do dia 1º de janeiro de 2012. Os veículos que tiverem a documentação transferida para outro município terão de refazer o emplacamento conforme as novas especificações.

O diretor do Detran (Departamento Nacional de Trânsito) de Rondonópolis, Carlos Antônio Nazário, explicou que a mudança tem como objetivo diminuir a criminalidade, já que vai melhorar a visibilidade principalmente no período noturno. “A obrigatoriedade das placas refletivas visa aumentar a segurança no trânsito”, fala.

Leia também:  Juiz alerta a população "Estão usando meu nome para aplicar golpes"

Segundo Carlos os outros veículos terão que trocar as placas no momento da vistoria. “A vistoria do veículo só será feita e liberada se as placas e o lacre estiverem dentro da nova resolução”, diz. As placas refletivas custam em média R$ 40 cada.

Em relação ao lacre eletrônico, Nazário comentou que a nova norma vai acabar com a clonagem de veículos, além de facilitar o trabalho da polícia. “Cada lacre vai ter uma numeração que será cadastrada no banco de dados do veículo, ou seja, se ele for transferido para outro será fácil de descobrir a irregularidade. Apenas o Detran pode colocar o lacre eletrônico”, alega. O lacre custa R$ 26.

Leia também:  Policial aposentado é encontrado morto dentro do banheiro de sua residência

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.