Foto: Varlei Cordova/AGORA MT

O Fórum de discussão para implantação das regras normativas da rede municipal de educação, para 2012, teve início na manhã desta quinta-feira (10/11), mas a determinação da Secretaria de Educação é a redução na participação dos professores na elaboração do projeto.

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (Sispmur), Rubens de Oliveira Paulo, explicou que o fórum tem o objetivo de traçar as regras a serem aplicadas na rede de educação para o ano seguinte.

Segundo o sindicalista, em 2009 participaram 14 representantes das escolas, 14 servidores da administração e a secretária de educação, Marilda Rufino, que possui o voto de minerva. No ano seguinte a participação dos professores e representantes da secretaria foi reduzido pela metade e este ano foi aberto inicialmente para três professores e servidores da secretaria. Rubens afirmou que a decisão provocou descontentamento nos educadores, além da não participação da secretária na reunião.

Leia também:  Sesc Rondonópolis realiza desafio mix aeróbico neste sábado (08)

O argumento para evitar a participação dos professores, de acordo com Rubens, é que a grande quantidade de pessoas dificulta na elaboração da normativa.

“Entendemos que a redução na quantidade de professores é uma forma de privar o exercício da democracia. E que a participação dos docentes é fundamental para a elaboração da normativa, pois conhecem a realidade das salas de aula, diferente dos servidores que estão dentro da secretaria”, declarou Rubens.

A professora da Escola Municipal Frei Milton, Jacilene Santos da Silva, disse que se sente excluída para sobre a profissão que exerce, sem voz e direito de expor sugestões para melhorar a qualidade do ensino na educação. “Estamos impedidos de participar da reunião que vai tratar de nossa profissão, de como promover melhoria na rede de educação. Sabemos das necessidades das escolas melhor do que os servidores que trabalham na secretaria, e por isso podemos contribuir na elaboração da normativa”, disse a professora que questionava se havia algo que a categoria não pudesse ouvir.

Leia também:  Postos de Saúde de Rondonópolis estarão abertos neste sábado para o Dia D contra a gripe

Até o início da reunião a secretária de educação não havia chegado para participar do Fórum e foi permitida a participação de mais dois professores na comissão e os demais educadores puderam apenas assistir ao debate. A rede de educação tem cerca de 2.200 profissionais.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.