Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

Duas mil e oitenta vagas. Esse foi o total ofertado pela Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Secitec) em 2011. De acordo com balanço divulgado pelo órgão, nos doze polos de ensino ligados as oito escolas técnicas espalhadas pelo Estado, foram oferecidos 23 tipos de cursos técnicos.

Os cursos com o maior número de vagas oferecidas foram os cursos de Informática, Agropecuária, Enfermagem e Meio Ambiente. De acordo com o secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Adriano Breunig, Sinop e Rondonópolis tiveram o maior número de vagas ofertadas. “Essas duas cidades foram também os municípios com o maior número de inscrições nos processos seletivos, ultrapassando mais de dois mil inscritos para 840 vagas ofertadas”.

Leia também:  FGTS | Caixa Econômica abrirá neste sábado para pagamento de contas inativas

De acordo com o levantamento da secretaria responsável por preparar a mão-de-obra técnica de Mato Grosso, neste ano mais de 11 mil pessoas se inscreveram para participar dos processos seletivos organizados pelo órgão estadual.

Além das atuais unidades de Educação Profissional e Tecnológica instaladas nos municípios de Alta Floresta, Barra do Garças, Diamantino, Lucas do Rio Verde, Poxoréu, Rondonópolis, Sinop e Tangará da Serra, a Secretaria de Ciência e Tecnologia mantém cursos técnicos em cidades onde não há escolas técnicas, como é o caso das turmas em andamento em Chapada dos Guimarães, Sapezal, Várzea Grande e Marcelândia. “O balanço deste ano reflete nosso compromisso em oferecer cursos gratuitos para a população nas diferentes áreas de ensino profissionalizante tecnológico”.

Leia também:  Frigoríficos dão férias coletivas para funcionários e MT registra queda no abate de bovinos

Planos de expansão
Para o próximo ano, de acordo com o secretário Adriano Breunig, a Secitec, além de continuar a oferecer cursos técnicos gratuitos de qualificação profissional, pretende-se aumentar o número de vagas em oferta. “Já estamos trabalhando e nos planejando para que cada vez mais os cidadãos mato-grossenses tenham acesso aos cursos das oito unidades das Escolas Técnicas. Para isso há novas escolas técnicas em construção”.

A expansão do programa educacional ‘MT Preparatório”, que fornece a 23 mil pessoas aulas preparatórias para exames seletivos (Enem, Vestibular e concurso público), é um dos grandes planos da Secitec. Segundo Adriano Breunig, a intenção é utilizar a ferramenta tecnológica do programa educacional para fornecer, além das aulas preparatórias para exames seletivos, cursos técnicos profissionalizantes e cursos de ensino superior. “Estamos estudando a viabilidade de serem feitas parcerias com a Universidade de Mato Grosso (Unemat) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT), então definiremos de quê forma serão ofertados a população os cursos realizados por essas duas instituições”.

Leia também:  Projeto oferece capacitação nos EUA a professores de língua inglesa da educação básica pública
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.