Uma suspeita de bomba na ala de desembarque do aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, levou a Infraero a isolar a área e fazer evacuação de funcionários e passageiros por cerca de 40 minutos do saguão. Isso porque, uma bolsa térmica deixada próxima à escada que dá acesso à área administrativa do aeroporto foi encontrada por funcionários que suspeitaram da bomba. A Polícia Federal foi acionada e a situação gerou tumulto na tarde desta quarta-feira (30).
O tumulto foi ocasionado minutos depois da inauguração da obra do Módulo Operacional Provisório (MOP), no desembarque, que contou com a presença do governador de Mato Grosso, Silval Barbosa, pelo presidente da Infraero, Gustavo do Vale, e demais autoridades.O MOP vai servir como setor de desembarque até que as obras de ampliação do aeroporto sejam concluídas para a atender a demanda da Copa de 2014.
Segundo informações repassadas ao pela assessoria de imprensa da Infraero, a Polícia Federal foi acionada e a bolsa foi retirada da ala de desembarque com uma corda, até a rua em frente ao aeroporto, por volta das 17h (horário de MT).
A Infraero enfatizou que o procedimento foi necessário porque tratava-se de uma ocasião especial, ou seja, em dias normais a bolsa seria levada para o departamento de achados e perdidos. Uma espécie de jato d´água foi utilizado pela polícia para abrir a bolsa. O material foi recolhido pelos peritos federais e encaminhado para a Superintendência de Cuiabá. Conforme a Polícia Federal na bolsa térmica havia garrafas de água, leite, iogurte e alguns objetos de bebê.

Leia também:  Michel Temer admite possibilidade sobre aumento do Imposto de Renda
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.