Divulgação
Decidida a matar Marcela (Suzana Pires) com as próprias mãos, Tereza Cristina (Christiane Torloni) vai ao hospital onde está a jornalista depois de levar um tiro. Disfarçada, a perua mente à enfermeira que a atende, dizendo que é uma amiga de São Paulo e que veio especialmente para a visita. Só assim, ela consegue entrar na UTI para acabar com a jornalista.

Diante de Marcela outra vez, a perua pega um travesseiro e a assusta. “Vamos cantar para subir, bebê”, diz ela, deixando a jornalista apavorada.

Marcela tenta, de algum modo, se defender. “Fica quieta, criatura! Garanto que não vai demorar… E não se preocupe: você não vai sentir nada! Nem agora, nem depois, nem nunca, sua maldita!”, ameaça.

Leia também:  O Rico e Lázaro | Sammu-Ramat orienta Kassaia para que engravide de outro homem

Sem pestanejar, Tereza Cristina põe o travesseiro sobre o rosto da jornalista e a sufoca até que Marcela para de se mexer.

Quando a perua acha que finalmente conseguiu calar a jornalista, Marcela abre os olhos e dá um último suspiro. Tereza Cristina pega novamente o travesseiro e volta a sufocá-la. “Dorme neném, que a cuca vem pegar, mamãe foi às compras, papai foi trabalhar…”, Tereza cantarola.

Ao verificar que o monitor cardíaco parou de vez e Marcela está morta, Tereza Cristina põe o travesseiro no lugar de onde tirou. “Depois desse exercício todo, posso ficar uma semana sem malhar”, ironiza ela antes de ir embora. As informações são da TV Globo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.