Na entrevista, Flaviano, disse estar arrependido - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

O condenado por tráfico de drogas, Flaviano Moises Aires de Oliveira (24), deixou a penitenciária da Mata Grande na sexta-feira (23/12) com alvará de soltura no bolso e menos de 24 horas após deixar a cadeia, no dia 24 /12, caiu de novo no mundo do crime e tentou furtar de uma loja de celulares no centro da cidade, “Ele entrou na loja como um cliente qualquer, pediu para olhar alguns aparelhos, escolheu dois dos mais caros e ao mesmo tempo em que me pediu para ver as baterias disse que iria buscar seus documentos e o cartão de crédito no carro, foi tudo muito rápido e quando percebemos, ele já havia fugido com os dois celulares”, revelou a caixa da loja que pediu para não ser identificada.

Leia também:  Primeiro Ciec de Mato Grosso será construído em bairro com maior vulnerabilidade social

Mas os “presentes” de natal furtados por Flaviano seriam recuperados pela guarnição da Polícia Militar (PM) comandada pelo cabo Januário Dias Pereira, “Fomos parados na rua pela funcionária da loja, que enquanto caminhava para registrar o Boletim de Ocorrência (BO) no Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc), avistou o meliante, e pediu para que a outra funcionária que a acompanhava  corresse até o CISC enquanto ela seguia o suspeito”, relatou o cabo.

A PM efetuou a nova prisão de Flaviano em flagrante e o conduziu, junto com os celulares recuperados para o Cisc, “Não tem justificativa, o que fiz foi roubo, eu queria voltar para Cuiabá, para passar o natal com a minha mãe, eu sei que fiz errado”, se lamentou Flaviano.

Leia também:  Comerciante de 68 anos sofre nas mãos de ladrões em Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.