O caminhoneiro Mauro José Ferreira passou cerca de 18h no cativeiro - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

O caminhoneiro Mauro José Ferreira, 44 anos, foi sequestrado na terça-feira por volta das 7h30 depois que saia com seu carro, um Gol prata, de um posto de combustível localizado na BR 364, sentido Cuiabá. A vítima contou que foi surpreendida por dois homens de posse de uma faca enquanto esperava para fazer o retorno.

No momento da abordagem os dois indivíduos mandou que o caminhoneiro seguisse em frente sentido o bairro Rui Barbosa. Ao pegar uma estrada sem asfalto a vítima passou para o banco de traz e um dos indivíduos pegou a direção do veículo e só parou ao chegar em uma residência localizada no bairro Pedra 90.

Leia também:  Novo complexo para Politec é debatido em audiência pública

Segundo o caminhoneiro ao chegar no local os sequestradores falaram que se a vítima não reagisse não iria lhe acontecer nada. Mauro passou a noite na casa e ficou no local até às

Carro do caminhoneiro - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

14h, momento em que percebeu que foi deixado sozinho na residência. “Percebi que não havia mais barulho e resolvi olhar se não havia mais ninguém na casa, cheguei até a porta e a encontrei aberta e sem nenhum sinal dos indivíduos, então fugi do local”, fala.

Mauro entrou em contato com a polícia que juntamente com a vítima saiu em ronda pelas ruas do bairro com o intuito de encontrar o veículo roubado e os indivíduos. Ainda próximo do cativeiro a polícia conseguiu localizar o carro e os dois homens em frente a uma ‘boca de fumo’, ao perceberem a presença da PM eles fugiram do local abandonando o carro.

Leia também:  Menor é apreendido pilotando moto roubada na Vila Operária

A PM informou que um dos homens, Fábio que é mais conhecido como ‘Gaspar’ já é conhecido pela polícia e tem várias passagens por tráfico de drogas. Dentro do veículo foi deixada uma carteira com o nome de Glauber Fernando Cruz Silva que segundo a PM pode ser do outro homem que participou da ação. O caminhoneiro afirmou que não foi agredido pelos sequestradores.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.