Apenas o cavalo foi salvo com o incêndio. Foto: Varlei Cordova/AGORA MT

Neste final de semana a Polícia Rodoviária Federal de Rondonópolis (PRF) autuou o motorista de uma carreta que espalhava blocos de pluma de algodão em chamas pela rodovia, próximo a Juscimeira.

De acordo com o inspetor, José Medeiros, ao observar que a carga estava em chamas o motorista realizou manobras para se livrar do produto e colocou a vida de outros condutores em risco com os blocos incandescentes que se espalharam pela BR.

O motorista disse que transportava a pluma de algodão de Sapezal para Rondonópolis e no meio do caminho foi informado que a carga estava em chamas e se apavorou com a situação.

Com a falta de acostamento e o medo de ocasionar algum acidente maior o motorista tentou procurar um lugar para deixar o veículo e acabou por espalhar o material pela BR. “Não sabia o que fazer. Pensei em virar o caminhão para derrubar a pluma, mas fiquei com medo do prejuízo ser maior. Achei que essa seria a melhor escolha até achar um local para desengatar a cavalo da carroceria”, explicou.

Leia também:  Polícia investiga morte de idoso que caiu de ambulância em rodovia de MT

Além do transtorno por ficar detido na PRF, o motorista perdeu a carga e terá que comprar nova carroceria para continuar a trabalhar, aproximadamente R$ 70 mil.

A pluma de algodão pode pegar fogo espontaneamente, devido o calor, além da fácil propagação.

Outras ocorrências

A PRF de Rondonópolis também apreendeu três bitrens e uma carreta que realizavam o transporte ilegal de madeira, o que resultou um total de

Carretas apreendida com o transporte ilegal de madeira. Foto: VArlei Cordova/AGORA MT

150 metros cúbicos de madeira apreendidas.

Dentre os veículos apreendidos por Crime Ambiental, um se deu em decorrência da invalidade ou inexistência do Documento de Origem Florestal e os outros três apresentavam quantia de madeira excedente a declarada no documento fiscal, sendo que um deles apresentou excesso de peso de mais de 17.000kg, o segundo motorista transportava 8.500kg acima do declarado, o último veículo apresentava a metragem cúbica em desacordo com o apresentado na documentação.

Leia também:  Vigilante noturno assusta ladrão que abandona televisor roubado na calçada
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.