Jeovania Maria Cardoso, coordenadora do CAPS-AD. Foto: Varlei Cordova/AGORA MT

Cresce a cada ano o número de pessoas dependente de algum tipo de substância química, a coordenação do Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas (CAPS-AD), estima que este ano houve um acréscimo de 70% de pessoas com algum tipo de vício. Em Rondonópolis já existe caso de dependente de OXI.

Jeovania Maria Cardoso, coordenadora do CAPS-AD, disse que o crescimento de pessoas com algum tipo de vício é assustador, somente na unidade houve um acréscimo de 57% nos registros de atendimentos no mês de novembro em comparação ao mesmo período do ano anterior, contudo esse número é inferior a realidade. Sendo a maioria com idade entre 14 a 29 anos

Leia também:  Mutirão oferecerá casamento comunitário em Rondonópolis

“Geralmente dos dependentes em drogas vem para os CAPS-AD por determinação judicial, são poucas as pessoas que procuram a unidade espontaneamente, acredito que este ano os novos casos de dependentes químicos sejam 70% superior a 2010, como base nos novos registros da unidade”, estima Jeovania.

A coordenadora disse que este ano uma das pessoas que procurou o CAPS-AD, já fazia uso de OXI, uma droga nova e com efeitos muito pior do que o Crack, e tem certeza que existem muitos casos em Rondonópolis.

Jeovania esclarece que a dependência, seja de droga, bebida ou cigarro, é uma doença e deve ser tratada como tal e que os governantes devem criar políticas públicas que ofereçam condições das pessoas buscarem tratamento, como por exemplo, a criação de mais unidades do CAPS-AD, pois quase nada é feito para reverter esse quadro.

Leia também:  Fórum Superação traz Ali Baddauhy Júnior para debater com empresários

“Não temos 100% de recuperação das pessoas que passam pelo CAPS-AD, pois uma vez que a pessoas se torna dependente de alguma substância terá que se manter sempre em alerta para não ter recaídas, mas temos vários exemplos de pessoas que não fizeram mais uso de substâncias químicas”, concluiu a coordenadora do CAPS-AD.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.