O desembargador Jorge Tadeu Cury relator da 3ª Câmara Civil do Tribunal de Justiça concedeu uma liminar revogando a decisão de 1ª instância que suspendia os efeitos da nomeação do ex-assessor de comunicação da prefeitura de Rondonópolis, Celso Antônio Carvalho.

A nomeação de Celson estava suspensa deste que o juiz Luiz Antônio Sari, acatou o pedido de liminar do Ministério Público Estadual (MPE) no início de novembro. A decisão do juiz foi baseada na ação civil movida pelo MPE, que pede a exoneração do Celson. Na sua alegação o MPE apontou que Celson não goza de plenos direitos políticos e por isso não poderia ocupar cargo público.

Em sua defesa Celson alegou a reportagem do AGORA MT, que não tem seus direitos políticos suspensos, “Eu tenho uma certidão do Tribunal Eleitoral e os comprovantes de votação, que comprovam que gozo dos meus direitos políticos”, Celson ainda usa como contra argumento da decisão do juiz, que exercia cargo comissionada na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, “Enquanto o prefeito José Carlos do Pátio foi deputado, estive nomeado por ele trabalhando na Assembleia e lá só podem trabalhar aqueles que não têm problemas com a justiça eleitoral”, afirmou Celson.

Leia também:  Obra de reforma é lançada na Escola CPAC São José

A reportagem tentou ouvir o advogado de Celson, Fernando Roberto Dias, mas, os contatos telefônicos não obtiveram sucesso, nesta quarta-feira, a decisão do desembargador já deve ser publicada e Celson poderá ser nomeado novamente.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.