Foto: Kiko Sierich / Gazeta do Iguaçu

Mato Grosso é um dos 11 Estados que serão beneficiados com aumento no efetivo de Policiais Federais (PF) e agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a presidente Dilma Rousseff autorizou a abertura de 2.700 vagas. Os novos policiais deverão atuar nas áreas de fronteira, que envolvem 710 municípios no país.

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, anunciou ontem (08/12) a abertura das vagas, sendo 1.200 vagas na Polícia Federal (PF) e 1.500 na PRF. O objetivo é ajudas nos trabalhos dos policiais que é prejudicado pela falta de um efetivo maior.

A iniciativa ocorre em um ano em que policiais federais e agentes da PRF promoveram paralisações. Para os homens e mulheres da Polícia Federal, assim como os agentes da PRF, a falta de pessoal e as dificuldades nas condições de trabalho atrapalham suas atividades, conforme alegaram durante o movimento grevista.

Leia também:  Brasileira ganha passagem para ir ao Líbano resgatar filha sequestrada pelo pai

Policiais e agentes reclamam principalmente das atividades referentes às áreas de fronteira. O anúncio de Cardozo foi feito durante a cerimônia do pacto para reforço da atuação policial na área de fronteira, firmado por 11 governos estaduais – Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

A ideia é investir R$ 37 milhões nas áreas de fronteira. De acordo com o ministro da Justiça, a presidente determinou ainda ao Ministério da Justiça três projetos apontados como prioritários, o Plano Estratégico de Fronteiras, a reforma do sistema penitenciário, que deverá envolver recursos de R$ 1,1 bilhão e que permitirá a criação de mais 60 mil vagas nos presídios até 2014, e o Plano de Enfrentamento do Crack, com recursos de R$ 4 bilhões.

Leia também:  Torta de paçoca
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.