Reunião para analisar o orçamento destinado para a educação em 2012. Foto: Varlei Cordovoa/AGORA MT

Garantir o orçamento da educação, esse foi o objetivo da reunião que foi realizada hoje (01/12) na Câmara Municipal, promovida pelas Comissões Educação e de Finanças e Orçamento.

O presidente da Comissão de Finanças e Orçamento, vereador Adonias Fernandes, disse que procurou escutar todos os secretários para saber se o orçamento do município para 2012 atenderá as necessidades de cada pasta.

O vereador Reginaldo Santos, presidente da Comissão de Educação, argumentou que a preocupação está em garantir que o ano letivo inicie sem prejuízos com a falta de merenda escolar, material de limpeza, além da manutenção das escolas.

O secretário de Planejamento, Gilson de Oliveira, afirmou que o orçamento do município é baseado com dados da arrecadação dos últimos três anos e o setor da educação recebeu atenção especial para poder cumprir todos os projetos.

Leia também:  Famílias pré-selecionadas para o residencial Dona Neuma são convocadas

Aproximar os conselhos e a comunidade para conhecer as necessidades das unidades de educação foi uma das propostas da secretária de Educação, Marilda Rufino, que cobrou mais sensibilidade dos gestores das escolas na aplicação dos recursos.

A presidente da Associação de Diretores de Escolas Municipais de Rondonópolis (Adesmur), Mara Xavier, espera que o ano letivo inicie sem os problemas que foram apresentados no começo deste ano e que todos devem ter em mente que as crianças são as maiores prejudicadas com a falta de condições para estudar.

O promotor de justiça, Ari Madeira, disse que foram realizados 16 Termos de Ajustamento de Conduta (TAC) com a prefeitura e que alguns deles estão relacionados à educação. Com as informações obtidas o promotor acredita que a realidade para 2012 será diferente e vai se empenhar para que as escolas sejam mais bem estruturadas.

Leia também:  Prefeitura disponibiliza emissão de documentos fiscais de forma gratuita via site

Os vereadores, Adonias e Reginaldo, também acreditam que percentual destinado para a educação atenderá as necessidades básica da pasta e vão criar uma emenda para a implantação da Universidade do Estado do Mato Grosso (Unemat) e estruturação do Conselho Municipal de Educação.

Também estiveram presentes representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (Sispmur) e do Conselho Municipal de Educação.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.