Foto: Ronaldo Teixeira/AGORA MT

Reunião que serviria para tentar um acordo entre a prefeitura e os profissionais do SAMU, acabou sem acordo.

Alegando que teria que participar de outra reunião, Pátio deixou a sala e por conseqüência a tentativa de acordo com a classe.

A reunião foi fruto da intervenção dos vereadores para que os médicos permaneçam no trabalho, já que quatro estão demissionários comissão de Saúde da câmara tenta sensibilizar o prefeito a resolver  a situação precária em que os profissionais e a estrutura do serviço se encontra.

“estou decepcionado com o resultado da reunião, quero pedir desculpas aos médicos, mas vamos continuar tentando resolver o impasse”, declarou Adonias Fernandes (PMDB).

Segundo o presidente da comissão, vereador Mohamed Zaher (PSD), todos os pleitos endereçados ao prefeito foram reafirmados, mas o prefeito, não teria conseguido perceber a gravidade do assunto e sem mesmo apresentar uma definição para a pauta apresentada deixou a reunião. “Nos sentimos desprestigiados pelo prefeito, estávamos discutindo a vida das pessoas, sem o funcionamento pleno do SAMU podemos perder vidas preciosas e o prefeito simplesmente abandonou a reunião”, lamentou Mohamed.

Leia também:  Após dias internado, jornalista Paulo Melo morre

De acordo com Adonias Fernandes, da pauta apresentada fica apenas faltando resolver a questão salarial, já que a seis anos os profissionais do SAMU não tem reajuste salarial. “Já conseguimos a central telefônica digital, a reforma da ambulâncias e a construção de uma Central de Regulação, que junto com o reajuste salarial, são os principais itens da pauta de reivindicação”.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.