Foto: assessoria

Rondonópolis está entre as 48 cidades brasileiras com risco de epidemia de dengue, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde. O resultado do Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) permite identificar onde estão concentrados os focos de reprodução do mosquito transmissor que foi realizado entre os meses de outubro e novembro deste ano, pelo Ministério da Saúde, em parceira com as secretarias municipais de saúde.

O gerente da Vigilância Ambiental, Edgar da Silva Prates, falou que o setor da saúde está em alerta trabalhando na prevenção. “Temos que redobrar os cuidados, já que esse verão pode ter o maior agravo da doença em todo o país”, fala.

Leia também:  Governo pagou em três dias R$ 67 milhões para setor da Saúde Pública

De acordo com dados do ministério público em 2,4% das residências pesquisadas foram encontrados focos de proliferação do mosquito aedes aegypti. Até o momento, Rondonópolis teve 298 casos notificados, mas apenas 37 confirmados sendo que não houve nenhum óbito. Além de Rondonópolis, outras cidades de Mato Grosso estão em alerta que são Cuiabá, Várzea Grande e Cáceres. Apesar de não haver nenhum registro em Mato Grosso sobre o novo sorotipo da dengue o Den 4, o estado mantém o alerta no monitoramento.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.