Foto da assessoria

O primeiro-secretário da Casa de Leis Municipal, vereador Lourisvaldo Manoel de Oliveira comemorou a aprovação por unanimidade do Projeto de Lei que autoriza o município a realizar convênio com a Santa Casa de Misericórdia e Maternidade para que o hospital receba R$ 85 mil para a adequação de uma sala onde funcionará o Banco de Leite Materno de Rondonópolis e Região Sul.

O vereador Fulô, que vem lutando para que a unidade seja rapidamente inaugurada, ficou satisfeito com a aprovação do Projeto. “Avançamos mais um passo pela concretização desse sonho, que ajudará muitos recém nascidos prematuros a crescerem sadios ao receberem o leite”, considera ele. A previsão da inauguração da unidade no primeiro semestre de 2012.

Na última visita do Secretário Estadual de Saúde, Pedro Henry a Rondonópolis, este se comprometeu na cedência de dois profissionais do Estado para trabalharem no Banco de Leite do município (um médico e bioquímico). “A aprovação desse projeto que formaliza o convênio com a Santa Casa permitirá maior agilidade nas obras para adequação da sala do Banco de Leite. Henry também nos garantiu os servidores. A luta é longa, mas o Banco de Leite será realidade em nosso município”, diz o vereador.

Leia também:  Se ficar o bicho pega

O presidente da Câmara, Ananias Filho destacou que a unidade beneficiará toda a população de Rondonópolis e Região Sul e conclamou toda a população a contribuir com a entidade. “O Banco de Leite é uma luta muito grande e, por isso, ficamos satisfeitos pelo projeto ter sido aprovado. Parabenizo o vereador Fulô pela luta, pois sei do seu esforço em torno do projeto. Parabenizo também a equipe técnica do Banco de Leite, que trabalhou para a implantação do projeto no município”, salienta.

Fulô ratifica a fala de Ananias e acrescenta que a médica pediatra, Virgínia Resende da Silva e sua equipe dedicaram tempo e estudo para desenvolver o projeto de criação do Banco de Leite, que será cadastrado no Ministério da Saúde.

Leia também:  Município alerta sobre a prevenção contra a violência da primeira infância

Segundo a médica responsável pelo Banco de Leite, Virgínia Beatriz Resende Silva, todos os funcionários passaram por um treinamento feito pela FIACRUZ, em Cuiabá, ocorrido na semana passada. “Estou muito feliz e acredito que agora que tudo foi aprovado, até março já estará em funcionamento o primeiro banco de leite do interior de Mato Grosso”, falou Virgínia, acrescentando ainda que o objetivo do Banco de Leite é reduzir o índice de mortalidade infantil no Mato Grosso.

Atualmente existem apenas dois Bancos de Leite no Estado, todos instalados em Cuiabá. A médica ressaltou que o trabalho do vereador Fulô foi fundamental. “Depois que ele abraçou a causa, tudo começou a andar. Estou muito agradecida”.

Leia também:  Incêndio de grandes proporções atinge o Frigorífico Agra em Rondonópolis

Ao todo trabalharão no Banco de Leite sete funcionários, sendo uma médica e uma farmacêutica cedidas pelo Governo do Estado; dois auxiliares de enfermagem cedidos pela Santa Casa; uma enfermeira, um auxiliar de laboratório e um auxiliar de enfermagem cedidos pelo município.

O leite humano, por sua composição de nutrientes, é considerado um alimento completo e suficiente para garantir o crescimento e desenvolvimento saudável do bebê durante os primeiros dois anos de vida. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que as crianças sejam alimentadas exclusivamente com leite materno nos primeiros seis meses de vida e que, a partir de então, a amamentação seja mantida por dois anos ou mais, juntamente com o uso de alimentos complementares adequados.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.