A casa do pedreiro Antônio Carlos de Freitas (43) foi furtada na tarde desta terça-feira (24/11) no bairro Lúcia Maggi. De acordo com o Boletim de Ocorrência (BO), uma testemunha viu o leiteiro João Marcos da Silva Santos (27) e um menor (16) saírem da residência e por isso ela resolveu chamar o pedreiro.

Freitas informou a Polícia Militar (PM) que quando chegou em casa encontrou a porta da cozinha e o vidro da janela do banheiro arrombados e que o lugar havia sido revirado. O pedreiro afirma que percebeu a falta de uma máquina fotográfica digital, jóias e um celular de cor prata da marca LG. Ele disse que depois que recebeu a informação da testemunha resolveu ir até a casa de Santos.

Leia também:  ATUALIZADA | Ex-reeducando é assassinado a tiros em Alto Araguaia

Lá, Freitas perguntou ao leiteiro sobre o celular e ele respondeu que havia comprado de um menor por R$ 20. O pedreiro resolveu então ira até a casa do menor, mas, consta no BO que o menino pegou uma barra de ferro e começou a agredir o filho da vítima (pedreiro Freitas). Não contente, o menor teria partido para cima do pedreiro Freitas, que sofreu uma lesão na barriga. Segundo o BO, o filho da vítima não gostou da situação, pegou a barra de ferro do menor e começou a agredí-lo. O menor  sofreu pequenas lesões no corpo.

A PM chamou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que encaminhou o menor para o Pronto Atendimento (PA) onde foi medicado e, em seguida, ele foi levado junto com o leiteiro Santos para o Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc) para registro do BO. O pedreiro Freitas disse a PM que o menor já furtou a casa outras vezes.

Leia também:  Jovem morre carbonizado durante incêndio em residência

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.