Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

Um derramamento de óleo combustível provocado por acidente em uma das caldeiras da Cervejaria Petrópolis (Crystal) em Rondonópolis, causou estragos de grau sete, numa escala de zero a dez, ao longo de um trecho e nas margens do córrego Esparramo, segundo informou o gerente de fiscalização da secretaria de meio ambiente de Rondonópolis, Robson Arruda. O acidente aconteceu na última sexta-feira (07/01) e só foi descoberto pelo AGORA MT, depois de uma denúncia feita por um internauta.

Apesar do dano já causado, segundo o secretário de meio ambiente, Lindomar Alves (PV), ainda não foi lavrado nenhum auto de infração, “temos primeiro que avaliar a extensão dos danos para só depois, aplicarmos multas”, adiantou.

Leia também:  Surto de doença infecciosa deixa 692 detentos contaminados nos DF
Foto: Robnaldo Teixeira / AGORA MT

No trecho em que o córrego Esparramo cruza o fundo da fábrica a equipe de reportagem flagrou um caminhão utilizado para fazer limpeza de fossas (bizorrão), retirando o excesso de óleo que vazou para o córrego, acompanhando o trabalho do caminhão estavam três funcionários da cervejaria que deixaram o local com a chegada do carro do AGORA MT. Aproximadamente uma hora depois da chegada da reportagem ao local e da equipe de fiscalização da secretaria de meio ambiente, os três funcionários da cervejaria voltaram ao local, acompanhados do gerente geral da unidade, Celso Santana.

O Córrego Esparramo corta toda a área de reserva do 18º GAC, até desaguar no Rio Vermelho e depois no Pantanal, a equipe de reportagem acompanhou a equipe da Semma, em  um fiscalização no trecho do Esparramo dentro da unidade militar, mas, no local não foi constado vestígios de contaminação segundo o secretário Lindomar Alves.

Leia também:  BR-163 gera cerca de 2 toneladas de lixo por dia em 2016

Veja no final da matéria mais fotos do local onde houve a maior parte do dano.

A pedido da reportagem do AGORA MTa gerencia geral da Cervejaria Petrópolis (Crystal) emitiu uma nota oficial sobre o acidente.

Caro Ricardo Costa, boa tarde !

Em virtude de instalação de equipamentos em caráter temporário e para atendimento à reforma de uma de nossas caldeiras de biomassa, por volta das 18:00h do dia 06/01/2011 ocorreu um vazamento de óleo no momento em que chovia torrencialmente e o resíduo desse óleo foi carreado até às margens do córrego esparramo.

 Foi acionado imediatamente o Plano de Atendimento Emergencial e iniciadas as ações mitigadoras com a finalidade de evitar efeitos danosos ao Meio Ambiente, o que transcorreu sem impacto ambiental, conforme constatado pela visita in loco da Secretaria Municipal do Meio Ambiente – SEMMA, que acompanhou todo processo.

Ratificamos que o incidente foi de mínimas proporções.. 

Sendo só para o momento.

Atenciosamente

Celso Santana
Gerente Geral – Rondonópolis

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.