O ano de 2011 fechou com saldo positivo de 3% no comércio varejista local. É o que aponta o banco de dados da Câmara de Dirigentes Lojistas de Rondonópolis (CDL). O crescimento foi menor 1,1% que o registrado em nível nacional, 4,1%. Entre os fatores que colaboraram para o baixo desempenho do setor estão a crise mundial e a maior cautela do consumidor ao comprar.

Para o diretor de Serviços e Produtos da CDL de Rondonópolis, Maurício Pugas, o ano fechado no azul deve ser comemorado, frente a crise mundial e a recessão enfrentada na Europa e nos Estados Unidos. “O setor teve altos e baixos ao longo do ano, registrou um Natal abaixo da expectativa, mas com crescimento em 2011. Esperamos que 2012 seja melhor para o comércio varejista”.

Leia também:  Atração do Cerrado Fuzz, OverFuzz fala sobre música, expectativas e novos projetos

Na média anual, a inadimplência aumentou 20,3% e as exclusões também 7,7%, porém com quantidade menor de quem se preocupou em retirar o nome do cadastro negativado. O tão esperado uso do 13º salário para quitar dívidas teve impacto mínimo perante a dívida de R$ 20,5 milhões da cidade, reduzindo apenas 1,5% do total.

Durante o ano houve dois picos de renegociação de dívidas, um em junho e outro em dezembro, já os meses com maior registros no SPC foram respectivamente maio (4 742), junho (4 578), abril (4 247) e novembro (4 092).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.