O Conselho Estadual de Meio Ambiente (Consema), em reunião extraordinária na última quinta-feira (05), dispensou a elaboração do EIA/RIMA e aprovou a instalação do Distrito Industrial de Ouro Branco do Sul (Distrito de Itiquira), ainda este ano. A dispensa dos dois documentos ambientais pelo Consema deveu-se em razão de que a área de quase 23 hectares onde será instalado o DI é a mesma onde a Michelin funcionava e possui somente alguns pés de seringueira remanescentes das atividades da multinacional francesa (extração de látex). De acordo com o projeto, a área terá cinqüenta terrenos e três áreas verdes.

A ação para que o DI possa ser implantado agora, partiu do vereador João Carlos de Oliveira (DEM), que representa Ouro Branco na Câmara Municipal daquele município, do prefeito Ernani Sander (PSDB) e do empresário Amarildo Melo Duarte – um dos líderes locais do Programa de Agricultura Familiar (PAF). Os autores apontaram como principal justificativa a falta de ocupação para os ex-trabalhadores da empresa Michelin – desativada recentemente – que com a instalação de empresas no local voltarão a ter oportunidades de emprego. “A Michelin doou essa área ao município de Itiquira, justamente para abrigar o Distrito Industrial”, disse o vereador José Carlos de Oliveira, destacando que o Terminal da Ferronorte está localizado na MT-299, distante apenas 55 quilômetros de Ouro Branco. O Distrito Industrial será implantado às margens da BR-163 (na antiga área ocupada pela Michelin) e a quatorze quilômetros da divisa de Mato Grosso com Mato Grosso do Sul. Sobre a dispensa dos documentos pelo Consema, o vereador analisou que caso isso não ocorresse agora, “o processo iria demandar mais de dois anos para sua conclusão, o que causaria enormes prejuízos sociais e comerciais ao município”.

Leia também:  Em ação rápida, polícia recupera objetos furtados e prende dois suspeitos

José Carlos de Oliveira fez questão de ressaltar o apoio do deputado estadual José Riva (PSD) e dos secretários adjuntos da Casa Civil do Governo do Estado, Jilson Francisco da Silva (Acompanhamento das Políticas e Programas e Desenvolvimento) e Adjaime Ramos (Coordenação das Ações de Governo com os Municípios), que agendaram a reunião extraordinária do Consema, “cujos conselheiros se encontram em recesso, mas que diante da urgência que o caso requeria, se prontificaram em analisar a questão”, resumiu ele.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.