Um projeto de lei que pode ser votado pela Câmara dos Deputados ainda este ano, visa impedir a divulgação de investigações de crimes cometidos por candidatos no período eleitoral.

Segundo a proposta do deputado mineiro do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), os crimes de caráter culposos (Aqueles que são cometidos sem intenção) ocorridos nos quatro meses da campanha eleitoral, seriam investigados em segredo, a  “mordaça eleitoral” foi divulgada no informe do PSDB que destaca as iniciativas de parlamentares tucanos no Congresso.

Se o projeto virar lei, quem descumprir a determinação estará sujeito a pena de prisão por três a oito anos, além do pagamento de multa de R$ 2 mil a R$ 15 mil.

Leia também:  Júri nos bairros é finalista de Prêmio Nacional
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.